PRÓXIMA SESSÃO DE CARIDADE PÚBLICA:

Retornamos às sessões semanais em 08 de março:
- palestra, ritual do fogo, passes e aconselhamentos espirituais.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Todos nós temos livre arbítrio...


         Todos nós temos livre arbítrio, liberdade de pensar, de agir, desde que tenhamos a vontade de fazê-lo. O livre arbítrio não significa que possamos fazer tudo doa quem doer. O meu direito vai até onde inicia o direito do outro. Nenhum mentor da Umbanda fará qualquer ato que contrarie o livre arbítrio individual ou de terceiros a partir da solicitação de um indivíduo que, por sua vez, exercita o seu livre arbítrio.
            A submissão a Lei de causa e efeito, o respeito ao merecimento e a preservação incondicional do livre arbítrio de cada cidadão são as bases que a Umbanda se alicerça para praticar a sua magia, fazer a caridade.
               Umbanda é paz, Umbanda é amor!

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

ABUSOS ESPIRITUAIS


Vemos hoje muitos relatos nas redes sociais de pessoas desiludidas por abusos espirituais, de religiosos que se dizem de Umbanda. Em sua opinião, no que estamos falhando em conduzir o ser humano a encontrar respostas para a sua autorrealização espiritual?
     
              A causa da “falha” de considerável parte do movimento umbandista origina-se do comportamento humano, do próprio modo de viver dos seus adeptos e médiuns. Não entendem o real significado da vida e carecem de um maior esforço espiritual, se é que existe algum esforço de melhoramento íntimo.

           O Caráter é sumamente importante em qualquer prática religiosa. Ele torna a vida de fato imortal, pois sobreviverá com a consciência após a morte física, sendo tudo o mais impermanente e momentâneo. Falta cumprir o dever da religião genuína que é desenvolver um caráter inquebrantável nos devotos, sem qualquer traço de troca e mera satisfação de desejos mundanos do ego com a mediunidade praticada no contexto religioso.

       Somente assim, esta parte da massa umbandista, que por enquanto navega ao seu prazer sem quaisquer disciplinas e deveres éticos, encontrará o verdadeiro sentido para a autorrealização espiritual quando retornar para o Além. Em contrário, a prática religiosa causou-lhe maiores prejuízos. Seria melhor não ter praticado religião alguma.

SESSÃO DE PRETO VELHO.


NESTA SEXTA, DIA 01\02\19, SESSÃO DE PRETO VELHO.
- palestra, ritual do fogo, passes e aconselhamentos espirituais.





segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

CONFLITOS NA CORRENTE...


            Inescrupulosos, sarcásticos e não pouco inteligentes, espíritos astutos, infiltram-se no campo psíquico de médiuns novatos e maduros, que ainda se entusiasmam pelo fenômeno e não buscam a sua elevação de caráter pela modificação interior. Quando conseguem estabelecer a discórdia, a desconfiança e o choque personalístico de egos entre os membros de uma corrente, rompem a segurança espiritual mantida pelos protetores do Alto e até fecham o centro espírita ou terreiro umbandista. Por isto, os dirigentes diligentes que não falham no campo moral, corrigem na raiz o problema, tirando a fruta podre da cesta para não contaminar as demais.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Como o perdão é visto na Umbanda?

          O perdão é visto na Umbanda em conformidade aos valores consagrados na Religião Eterna - Sanatana Dharma. O que isto quer dizer? 

           Quando não se perdoa, vibra-se na aversão, na dualidade da oposição, instigando no psiquismo do indivíduo a mágoa, o ressentimento, o melindre e daí, por vezes, a vontade de revidar, de vingar-se, frutos do ódio e da ira. Assim, longe da EQUANIMIDADE, abre-se o campo vibratório pessoal para os assédios e obsessões espirituais. O perdão requer vencer-se o ego, sempre esperto para valorizar-se. Há que se considerar que a necessidade de perdoar, inicia com o reconhecimento, fiel a VERDADE, de que o sujeito se sente ofendido. Reflitamos que a ofensa só se instala se permitirmos. Os Santos, Iogues e Sábios nunca se deixam ofender, nunca perdem a PAZ, tal qual o Mestre ensinou "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem".

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

A "UMBANDA DO MEU UMBIGO"

Nas redes sociais diariamente são postadas mensagens de pessoas dizendo o que é ou não é UMBANDA. Partem da premissa de vivência em seus terreiros, parte de um todo, e equivocadamente percebem a parte como sendo o todo.
     Outros começam a estudar a UMBANDA em livros e apostilas baixadas da rede e já se arvoram em vozes da verdade, por vezes abrindo canais de vídeo e já ditando doutrina, com pouca ou nenhuma vivência presencial no terreiro.
    Há ainda os que são "formados" a distância, em cursos rápidos e sem quaisquer pré-requisitos, que "diplomados" com certificado do mestre sicrano ou beltrano, também se acham (presunção) no direito de dizer o que é ou não é UMBANDA.
    Enfim, é a "UMBANDA DO MEU UMBIGO"...
    Eu sou do tempo do pé no chão, do saber transmitido de boca a orelha, do silêncio e discrição nos preceitos, da humildade no trato com os mais velhos e respeito aos mais novos...Sou do tempo que o aprendizado era vivenciado com o tempo certo de preparo e quando se abria uma casa, depois de muitos anos, respeitava-se a UMBANDA DE TODOS NÓS e raramente o novo terreiro não se enraizava. Era o tempo que as sementes tornavam-se árvores frondosas. Hoje temos muitas folhas ao vento, pois qualquer brisa as levantam do chão.
    Axé!!!
    Norberto Peixoto.  

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

A Umbanda educa, orienta, conforta e socorre.

“A Umbanda educa, orienta, conforta e socorre. Está sendo descortinada gradativamente e, cada filho seu é um vaso valioso, feito na olaria com barro bem moldado, o que requer tempo, trabalho, suor e muita dedicação dos oleiros que preparam a argila, os abnegados Caboclos, Pretos Velhos, Crianças e Exus. Tanto são as suas formas de apresentação, tanto quanto forem necessárias ao despertamento das consciências das criaturas humanas enredadas nos ciclos de renascimento na matéria transitória. Os orixás são expansões de Deus, energias materializadas em diversos matizes na Terra, Ele que é o supremo energizante cósmico que a tudo preenche e anima.”   

RAMATÍS - no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

ELUCIDAÇÕES DE UMBANDA



     Nesta obra, Elucidações de Umbanda*, Ramatís apresenta-se junto aos Pretos Velhos e Caboclos e prepara o leitor para conceitos mais profundos da Umbanda em seus aspectos esotéricos. Retoma a magia etéreo-física, com a introdução da apometria, técnica anímico-mediúnica de indução aos desdobramentos espirituais. Esclarece o que são e para que servem as oferendas junto à natureza. Analisa com precisão a estrutura energética humana – orixás, corpos e chacras -, e como a regência dos astros a influencia, tendo impacto nas vibrações e linhas de trabalho da Umbanda.
      Ainda nos traz Vovó Maria Conga, preta velha experiente e laboriosa muito próxima de Ramatís, com preciosas elucidações quanto à forma de apresentação dos espíritos, Guias e Protetores da Umbanda – descreve minuciosamente o seu mediunismo e o uso do ectoplasma nos terreiros, em relato verídico da movimentação das falanges no Plano Astral.
      Sem dúvida, trata-se de um valioso guia de estudos, alertando-nos quanto à sensatez fraterna e universalista que deve preponderar em todos os corações dos homens, independente das diversas religiões e doutrinas terrenas.    
(*) Nota: O título da obra em sua primeira impressão era Samadhi. Nesta edição foi atualizado para Elucidações de Umbanda, o que a torna mais afim com o seu conteúdo.      

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics