CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


Atendimentos


"Dai de graça o que de graça recebestes"


"Todos os atendimentos espirituais do Triângulo são gratuítos. Os médiuns devem viver para a Umbanda e para os Orixás, não da Umbanda e dos Orixás. A prática da mediunidade em essência é viver para servir e não para ser servido. Quando uma casa de Pery aceitar uma moeda em troca de serviço espiritual, não será mais uma casa de Pery."
 CABOCLO PERY 


- Terças-feiras – magnetismo - presencial.




O portão abre às 18 h e 15 min; fecha às 19 h e 00 min. 


Sextas-feiras – Sessão pública de caridade: ÚLTIMA SEXTA DE CADA MÊS NÃO TEMOS RITO PÚBLICO.





 – Passe e aconselhamento espiritual: o portão de entrada abre às 18h e 30min. A entrada ao templo será por ordem rigorosa de chegada e a chamada para o passe e aconselhamento espiritual seguirá a ordem dos assentos ocupados, sempre dos primeiros para os últimos.  Exatamente às 19h e 30min fecha novamente o portão ( não entra mais ninguém ) iniciando-se a palestra e, após o seu encerramento, há o ritual do fogo, com invocação à falange de São João Batista, momento em que sugerimos que os objetos trazidos para imantação ou desimantação sejam colocados no colo de quem os trouxe, para que a própria pessoa peça a graça, sempre lembrando o respeito que devemos ter com o livre arbítrio alheio. Depois da abertura dos trabalhos, é feita a chamada rigorosamente pela numeração das fichas para entrada no Templo. Deve-se adentrar a área de atendimento já descalço – deixando o calçado onde se está sentado – e a pessoa será encaminhada internamente pelo cambono ao médium que ficou vago. Aqueles que necessitarem de consulta devem dizê-lo ao médium que atendê-lo, sempre lembrando que há médiuns  que no dia podem não estar dando consulta. Se isto acontecer, não se aborreça e tente a consulta na próxima sessão, aproveitando para trabalhar a tua paciência e resignação, pois o Plano Espiritual estará trabalhando por ti no que for do teu merecimento. Terminado o atendimento, sugerimos a passagem pela frente do Congá, o ponto mais vibrado de nossa casa, onde se poderá agradecer a bondade divina, se fazer uma oração, doar a sua melhor energia, e, depois disso, encaminhar-se pela saída à esquerda de quem sai. Lembre-se, ao sair do Templo de Umbanda, preferencialmente, tomar o caminho direto para a sua residência. Prepare-se adequadamente para dormir com harmonia e estar receptivo ao trabalho no Astral que ocorre durante o sono físico, amparado e conduzido pelos benfeitores espirituais.

IMPORTANTE:
1 – Depois de entrar, não sair das dependências do templo;
2 – Desligar o celular.
3 – Lembrar se deixou o automóvel na entrada da garagem de um vizinho.
4 – Comportamento templário: vestir-se adequadamente, ter bons sentimentos e pensamentos, manter-se em silêncio.
5 – Preferência: idosos, gestantes, os que estejam acompanhados de crianças pequenas, os portadores de necessidades especiais e àqueles com algum problema mais grave de saúde. Também às pessoas que ocupam a última fileira à frente da sala do atendimento fraterno, para que os que saiam do atendimento possam ali sentar para aguardar o magnetismo.
6 – Manutenção material: doação de produtos de higiene e limpeza (alvejantes, limpadores em geral, panos de limpeza, sacos para lixo 60L, papel higiênico, sabonete líquido, copos plásticos, etc; produtos para uso ritual (velas brancas de 7 dias ou nº 19, cachaça, álcool 92°) e doações em espécie nas caixinhas e na secretaria. Venda de livros, perfumes, incensos e CDs também na secretaria.
7 – Se houver alguma campanha de doação, avisaremos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics