CALENDÁRIO VERÃO 2018.

ENCERRAMENTO 2017

08/12/17 – 6ª Feira: Sessão Pública.

15/12/17 – 6ª Feira: Última Sessão Pública.

Calendário Verão 2018

Atenção: Janeiro e Fevereiro Sessões Quinzenais!

12/01/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

26/01/18 – 6ª Feira Sessão Pública.

09/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

23/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

09/03/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

A UMBANDA É DE TODOS - MANUAL DO CHEFE DE TERREIRO!!!



PRÉ-VENDA ENCERRADA!!!!!!!!!!! 

 ((( Breve lançamento!!!!! )))


PRÉ-VENDA DO LIVRO:
A UMBANDA É DE TODOS - MANUAL DO CHEFE DE TERREIRO.
TRILOGIA REGISTROS DA UMBANDA - VOLUME 3.
Autor: Norberto Peixoto - orientado por Caboclo Pery.

POR QUE A PRÉ-VENDA???
     A pré-venda "capta" recursos com o objetivo de pagar os custos altos de produção da primeira tiragem: revisão texto, diagramação, criação capa e impressão. Oferece-se um desconto especial com prazo de entrega futuro. Todos ganham; os leitores que tem um preço especial e o editor que está investindo no livro.

SINOPSE
    Neste terceiro volume da trilogia registros da umbanda, A Umbanda é de Todos – Manual do Chefe de Terreiro, procura-se elucidar o difícil cargo sacerdotal de chefe de terreiro, em seus aspectos funcionais profundos, éticos e comportamentais, objetivando-se a manutenção positiva da corrente mediúnica e consequentemente fortalecer-se a parceria com os guias astrais que “baixam” para fazer a caridade. O dirigente espiritual umbandista, além de ser um psicólogo nato, deve ter aptidões psíquicas adquiridas antes de sua atual encarnação, para que consiga suportar em seu tônus medianímico todos os “embates” que sofrerá do baixo umbral e das humanas criaturas, enfermas e obsediadas, muitas vezes solitário. Situação peculiar que o faz “ser escolhido” pelo lado de lá e não ele “escolher-se” ser um chefe de terreiro.
    Afinal, quem pode ser um zelador de Umbanda? A consagração sacerdotal é indispensável? Como orientar o destino pessoal e ao mesmo tempo elaborar os rituais propiciatórios para as defesas, preceitos, liturgias e manutenção da comunidade religiosa? Que tipos de mediunidade e recursos deve dominar para interagir com o eledá – coroa mediúnica, guias e falangeiros de cada médium? Quais terapias adotará e que responsabilidades terá para minimizar os desequilíbrios emocionais e assédios espirituais que inevitavelmente acontecerão? Quais ações de prevenção energética deve desenvolver habitualmente nas lides do mediunismo? Enfim, são analisadas questões práticas que fazem parte de qualquer agrupamento umbandista.
    Esta obra é um guia de estudos valioso e roteiro de trabalho que não ensina magias, fórmulas ou cerimoniais. Somente almeja auxiliar a todos os médiuns trabalhadores, no sentido que se reduzam no tempo os fracassos de tantos que se iniciam na religião de Umbanda e se aumentem os poucos que permanecem ativos na Luz Divina.

SAIBA MAIS:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics