CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS EM BREVE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Exu mirim é a criança "malcriada", transgressora, rebelde e indisciplinada?


Falando um pouquinho sobre Exu Mirim

Dizer que exu mirim é a criança "malcriada", transgressora, rebelde, indisciplinada, etc.; é o mesmo que dizer que Exú é bandido, diabo, marginal e que Pomba Gira é prostituta e marginal. Todos estes atributos negativos são peches impostas por pessoas (médiuns) desequilibrados, mal informados e ignorantes, que muitas vezes, sem o menor preparo se auto denominam Pais e Mães no sagrado ou médiuns firmes em suas missões, onde o animismo e o negativismo estão atuantes a pleno vapor.

Exú Mirim, é uma qualidade de Exú, com atuação específica diante da Lei Divina, assim como qualquer outra entidade atuante na Umbanda. E, por ser ele um exú, tem em sua atuação exteriorizar o vai no íntimo de seu médium, revelando seus desequilíbrios e maus instintos preservados e mascarados pela conduta adotada socialmente. Sendo assim, podemos compreender que todo e qualquer comportamento desequilibrado, desregrado, transgressor e negativo durante a manifestação destes, nada mais é do que a mostra dos desequilíbrios de seu médium.

Exú Mirim é especializado em "achar e esconder". O que isto quer dizer? Estas entidades se especializam em encontrar pontos negativados como por exemplo: Trabalhos de magia negra, estejam enterrados ou não; trabalhos de feitiçaria em geral; postos e esconderijos de hordas de espíritos malévolos, etc. Também são especializados em se esconder, justamente para atuarem como verdadeiros espiões, colhendo informações preciosas da estrutura de hordas e agrupamentos de espíritos inferiores, onde posteriormente sofrerá a atuação da Lei Divina de execução, ou seja, eles trazem informações sobre as estruturas destes locais e comandantes para que posteriormente as falanges orientadas e direcionadas por Ogum, possam atuar desbaratando tais formações.

Justamente por trazer em si tais especializações é que esta qualidade de Exu, raramente atua como um exu de trabalho, dando consultas manifestados em seus médiuns. Ao contrário disto, suas manifestações no plano físico são raras e quando ocorrem, são extremamente esporádicas. Um médium pode facilmente passar uma vida trabalhando mediunicamente sem que tais entidades se manifestem através dele, o que não quer dizer que ele não exista em sua coroa.

A única ressalva que temos em relação ao trabalho manifestado com exu mirim é o preparo que o médium deve ter para filtrar as informações que chegarão em seu mental pois, assim como os erês e principalmente devido suas especializações, segredos, desejos escondidos, atos resguardados, etc; serão trazidos à tona e caberá ao médium, usar de bom senso, para avaliar se tal informação deverá ou não ser revelada. Por esta razão que a extrema "sinceridade" de exú mirim é tão temida. Na verdade, o temor deve estar no mal preparo do médium que não consegue dosar com bom senso o que deve ou não ser revelado, mesmo que tais informações cheguem em seu mental.

Sendo assim, podemos compreender que:

 - Exu Mirim, assim como os erês não são crianças, são espíritos que assumem este estereótipo para facilitar sua atuação, tanto no astral como no plano físico.

 - Assim como Exús e Pomba Giras, Exu Mirim recebeu uma fama que não condiz com a verdadeira atuação e manifestação exercida por eles, devido ignorâncias, incompreensões e má índole de médiuns despreparados.

- Sua atuação é muito mais proveitosa no plano astral e por esta razão raramente se manifesta no plano físico. Lembrando que há muito trabalho a ser feito e satisfazer o ego de médiuns não está entre eles (muitos médiuns possuem a necessidade de mostrar que "possui" todas entidades, que atuam em qualquer linha, como se isto fosse garantia de qualidade mediúnica).

 - Por ser uma qualidade de exu, não se faz necessário uma evocação direcionada à ele. O que isto quer dizer? Quer dizer que, por ser ele um exú, ao cantar para exú fazendo suas evocações, ele poderá naturalmente se manifestar, caso precise, sem que seja necessário cantar pontos especificamente para exu mirim.

Abraços e Luz,

Mãe Solange de Iemanjá - TUCAL. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics