LANÇAMENTO: MEDIUNIDADE DE TERREIRO.

LANÇAMENTO: MEDIUNIDADE DE TERREIRO.
Clique na imagem para comprar.

Sinopse:

Este guia de estudos é para todos os que praticam a mediunidade de terreiro e não encontram respostas satisfatórias que expliquem o que se passa em seu mundo íntimo. Composto por uma série de artigos inspirados por Ramatís, os textos nele contidos esclarecem a dinâmica umbandista, que embora não codificada está unida pela semelhança de conhecimentos disseminados no interior de seus terreiros. Temas controversos, como as experiências psíquicas anômalas, os desdobramentos astrais com relatos de contatos diretos com entidades do plano suprafísico, as falsas “obrigações” de trabalho, os métodos de indução ao transe mediúnico, a fisiologia oculta da degradação do perispírito de entidades exiladas para outros orbes, e a atuação de extraterrestres nos terreiros, são desvendados de forma clara, ao estilo didático de Ramatís, que praticamente dialoga com o leitor, visando a minorar o problema do preconceito e da ignorância acerca das potencialidades psíquicas dentro dos terreiros, muitos dos quais dominados pela fascinação coletiva, fé cega e obrigações subjugadoras.

Mediunidade de Terreiro compartilha ainda experiências sobre a atuação técnica dos mentores nas reconstruções extrafísicas e saneamentos do Umbral inferior, detalhes do Hospital da Metrópole do Grande Coração, descrevendo um desencarne com assistência espiritual, e desvenda os motivos da rejeição às religiões que realizam rituais para induzir aos estados alterados de consciência, deixando muito claro que o êxito de qualquer trabalho mediúnico está nos objetivos elevados de seus integrantes. Leitura imprescindível, reflexão necessária para os adeptos universalistas!

domingo, 3 de abril de 2011

Umbanda, entre a cruz e a encruzilhada

Este artigo considera a umbanda, religião afro-brasileira de constituição recente, como estando dividida entre os apelos de suas raízes negras e os atrativos legitimadores da adoção dos princípios éticos cristãos. Embora pouco racionalizada e postulando uma visão de mundo predominantemente encantada, vem crescentemente moralizando-se a partir, sobretudo, das influências do ideal kardecista da caridade. Tal incorporação não é, contudo, linear, mas reinterpretada a partir da vivência concreta de seus agentes e moderada pela necessidade da cobrança por serviços religiosos prestados e pela "demanda", concepção mágica de conflito inter-individual.

* * *

"Constatamos que a grande influência moralizadora sobre a umbanda provém do kardecismo. Certamente uma grande quantidade de pais-desanto teve sua formação espírita e mediúnica inicial nas “mesas-brancas”, aderindo posteriormente às giras. Há também um número indefinido mas certamente bem elevado de simples médiuns iniciados nos salões kardecistas.
A influência das idéias de Allan Kardec difusas no meio umbandista pode ser aferida pela generalizada presença da concepção de caridade. A sua prática é ao mesmo tempo a finalidade do culto e sua instância legitimadora. Incorporam-se os guias para que estes solucionem os problemas diversos (principalmente de saúde, mas também de dinheiro, trabalho, desajustamentos familiares e amorosos) que afligem a carente clientela. Ao praticar a caridade não são apenas os clientes os favorecidos, mas também os médiuns e os próprios guias que se elevam na hierarquia espiritual, garantindo no primeiro caso uma reencarnação mais favorável e no segundo caso, ascensão no mundo dos espíritos.
A teoria kardecista da reencarnação e da evolução espiritual é o pano de fundo motivador da caridade umbandista. Sua prática é entendida, portanto, como missão..."

Aromaterapia com florais no facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics