quarta-feira, 22 de abril de 2020

ATÉ QUE PONTO TEMOS LIVRE ARBÍTRIO???

      


        Por Norberto Peixoto.

      A maioria de nossas escolhas são baseadas em tendências de encarnações passadas que estão impressas no subconsciente e atraem as circunstâncias de vida que temos que experienciar. Reflitamos que temos liberdade de escolher entre várias opções diante as situações que a vida nos coloca. Na maioria dos casos, no entanto, o livre arbítrio do ser humano é um “escravo” fantasiado de liberdade, aprisionado aos condicionamentos que trazemos de encarnações anteriores. Tomamos decisões ligados no “piloto automático” e mal refletimos sobre a motivação de nossos pensamentos e muito menos sobre nossas ações e suas consequências. Nas Tradições do Oriente se denominam ALMAS CONDICIONADAS, as pessoas que de fato não exercitam o livre arbítrio em ações liberadoras de carma negativo, não geram DHARMA – ações corretas dentro da Lei Cósmica de Causa e Efeito.
       Ocorre que o homem comum nasce com cerca de 90% de uma vida pré-determinada pelas tendências adquiridas em hábitos do passado. Assim é fácil concluir que a maioria das pessoas são marionetes delas mesmas, pois não escolhem e decidem suas ações livres (descondicionadas) de seus padrões mentais; de apegos, aversões, crenças, medos, tabus, recalques, autossabotagens...Enfim, hábitos aprisionantes que vibram no subconsciente.
       É vital o treinamento espiritual e da consciência, que leve em consideração não “apenas” estes 90% de impulsos psicológicos que vibram no inconsciente, mas também que estabeleça os métodos que modelarão realmente quem somos, descondicionando-nos e liberando-nos de nós mesmos através de genuíno autoconhecimento do espírito imortal. Aí sim, teremos escolhas com liberdade, alcançaremos o verdadeiro livre arbítrio, implementando ações corretas diante de nosso real propósito de vida na presente encarnação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics