terça-feira, 20 de setembro de 2016

OS ORIXÁS E OS CICLOS DA VIDA....Norberto Peixoto. Vídeo referente ao seguinte capítulo do livro: - primeiro ciclo – o retorno ao corpo físico. Oxum e o recebimento da cabaça da existência, concepção e gestação / Iemanjá e o rompimento da placenta, nascimento com a grande mãe do Ori / Ibeji e a criança “dupla” em ação, os primeiros impulsos atávicos.

A intenção desta obra é dividir interpretações referentes às nossas vidas humanas, correlacionadas com os Orixás. O mediunismo no terreiro de Umbanda atende milhares de pessoas diariamente, a que chamamos de consulentes. Durante os aconselhamentos espirituais, uma rica filosofia espiritual está amalgamada com as orientações das entidades, muitas vezes velada, como a sabedoria dos antigos escravos nagôs, nossos amados pretos velhos afrodescendentes, que a introduziram para somar-se ao evangelho do Cristo. Nesta obra, procuramos tornar estes ensinamentos ocultos declarados, desvelando alguns saberes que se relacionam com a mitologia dos Orixás, que nos remete e resgata a tradição dos antigos Pais de Segredo - Babalaôs - que tanto nos ajudam. Aos que têm preconceito quanto à origem africana da Umbanda (também temos a origem indígena, espírita e católica, variando de terreiro a terreiro a ênfase em uma ou outra), lembramos as palavras do Caboclo das Sete Encruzilhadas:

 - “vim para fundar a Umbanda no Brasil, aqui se inicia um novo culto em que os espíritos de pretos velhos africanos e os índios nativos de nossa terra poderão trabalhar em benefícios dos seus irmãos encarnados, qualquer que seja a cor, raça, credo ou posição social”. 

Obviamente que a maioria destas entidades africanas eram originárias da parte da África que cultuava os Orixás, tanto que o caboclo anunciou a Umbanda e já se utilizou dos nomes dos Orixás que comporiam as Sete Linhas iniciais de trabalho. Aos que classificam de atrasado o saber mitológico dos Orixás, repetimos novamente as palavras do caboclo: 

- “se julgam atrasados os espíritos de pretos e índios, devo dizer que amanhã estarei na casa deste aparelho para dar início a um culto em que estes pretos e índios poderão dar sua mensagem e, assim, cumprir a missão que o plano espiritual lhes confiou. Será uma religião que falará aos humildes, simbolizando a igualdade que deve existir entre todos os irmãos, encarnados e desencarnados. E se querem saber meu nome, que seja este: Caboclo das Sete Encruzilhadas, porque não haverá caminhos fechados para mim". 

MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO OS ORIXÁS E OS CICLOS DA VIDA: http://www.livrariadotriangulo.com.br/


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics