domingo, 25 de janeiro de 2015

O SOM DA TROMBETA.



       Quem de nós já não escutou, em algum momento de nossas vidas, alguém nos dizer mais ou menos assim:
- sonhei com você, vou orar por ti,
- acho que você não está bem, vou colocar teu nome em minhas orações,
- vou orar por você, logo você estará bem,
- não sei o que fazer, só me resta orar por você.
     São emblemáticas estas palavras, pois demonstram forte senso de superioridade, pois àquele que se propõe a orar pelo outro se coloca em condição de movimentar forças divinas. Por outro lado, o fato de alardear a oração àquele que é objeto da mesma, reflete um ego exaltado, pois se o indivíduo, teoricamente necessitado de oração não pediu, o que oferece a viva voz implicitamente informa que ele tem poder de julgamento, sabendo o que o outro precisa em termos de sagrado ou assistência espiritual, mesmo não tendo sido solicitado neste sentido.
       Quando oramos, devemos entrar no quarto de nós mesmos, interiorizando nossas intenções, fechando a porta - não alardear a prece para outros saberem - e mantermos segredo, pois somente o Pai sabe realmente o que cada um de nós precisa. Quem ora pelo outro ruidosamente, já recebe de imediato a recompensa, que é a atenção ou o reconhecimento da pessoa a quem se ora. Numa perspectiva do psiquismo profundo, quem trombeteia a oração quer atenção, um impulso do ego personal, conforme ensinava Huberto Rohden.
      Reflitamos a respeito!!!

"Quando orardes, não façais como os hipócritas, que gostam de orar de pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa.
Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á.
Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras."

Mateus 6:5-7

sábado, 24 de janeiro de 2015

AREIA NOS OLHOS DOS OUTROS.




     Existe uma vigilância constante sobre os médiuns. Muitos estão atentos e julgam qualquer possível falha de conduta. Nestes momentos, citam Jesus e o Evangelho, como Espada de Dâmocles no alto das cabeças dos medianeiros. Esquecem que ser médium não é ser "santo". Dizia o sábio Matta e Silva: "é melhor ser um médium vaidoso que faz a caridade do que apontar defeitos nos outros e nada fazer". Além do que, se o médium fosse perfeito, não reencarnaria como médium.
     Aos que patrulham sistematicamente e apontam falhas, exigindo apreço e atenção para eles mesmos no sentido de sentirem-se superiores, citando o evangelho, infelizmente conduta comum no meio evangélico da atualidade, como verificamos na "guerra" das igrejas eletrônicas, e até comum no meio espiritista e espiritualista judaico-cristão, creditamos todos distante do Cristianismo Primevo, temos a dizer que o Evangelho de Jesus e seus sublimes ensinamentos, quando citados num impulso interno movido por desconsideração pessoal em relação a alguém, contra este mesmo alguém, serve como areia nos olhos; machuca, espezinha e fere. É impulso do ego e distante da vibração do Mestre, paradoxalmente invocada.
    A citação de Jesus deve partir sempre do coração consolador, misericordioso e redentor, que não revida por sentir-se desconsiderado. Antes de citar o Sublime Peregrino, observe se as letras não são um punhado de areia jogada nos olhos do outro.

    Reflitamos a respeito!!!

LINHA DO ORIENTE NA UMBANDA

      Palestra antecedendo a sessão de passes e aconselhamentos na irradiação do povo do oriente, nesta sexta a noite no Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade. Nosso lema: EDUCAÇÃO - DISCIPLINA - TRABALHO.

 

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Enfeitiçamento por meio da aura humana


        Toda movimentação de energias para fins destrutivos é um ato de enfeitiçamento. O ser humano absorve e esparge energias radiantes em todas as faixas vibratórias do Cosmo; no plano físico, em forma de calor ou eletricidade animal; no etérico, na espécie de forças imponderáveis vitalizantes impregnadas de éter-físico e químico, projetadas pelo duplo etérico. O pensamento propaga ondas mentais, que agem e reagem noutros seres, afetando-lhes o caráter da vontade e do temperamento. Funcionando como usina criadora de forças em todos os campos da vida oculta, o homem também é um receptor e transformador energético absorvendo e transformando a carga que recebe de fora, devolvendo-a depois conforme a sua mentalidade moral e emotiva. Há uma interpenetração incessante entre todas as criaturas, que se processa através de suas expressões mentais, etéricas e elétricas. Nada existe completamente separado, pois tudo é interligado por imensurável rede de vibrações, que pulsam conforme as influências e reações recíprocas entre os homens.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

As energias dinamizadas no ato da prece


          
         Figurai a prece como um detonador psíquico que movimenta as energias excelsas adormecidas na essência da alma humana, assim como a chave do comutador dá passagem, altera ou modifica as correntes das vossas instalações elétricas. Sem dúvida, a capacidade de aproveitamento do homem durante o despertamento dessas forças sublimes pelo impulso catalisador da oração depende tanto do seu grau espiritual como de suas intenções. Aliás, o espírito, ao liberar suas energias no ato da prece, ele melhora a sua freqüência vibratória espiritual, higieniza a mente expurgando os maus pensamentos e libera maior cota de luz interior.
            Daí o motivo por que alguns santos purificaram-se exclusivamente pelo exercício da prece, enquanto outros só puderam fazer pelo treino do sofrimento. Em ambos os casos, a purificação é fruto da dinamização das forças espirituais na intimidade do ser, embora varie quanto ao seu processo. No primeiro, é um procedimento espontâneo catalisado pela prece; no segundo, em decorrência do exercício da dor. Por conseguinte, o homem também se purifica pelo hábito constante dos bons pensamentos, pois estes mantêm no campo vibratório de sua mente um estado espiritual tão benéfico como o que se produz nos momentos sedativos da oração.
            No entanto, se a criatura se descura da prece, ou seja, deixa de "orar e vigiar", eis que, então, a dor se encarrega de ativar as reações morais necessárias para, mais tarde, libertarem-na compulsoriamente do guante do mundo animal. Nenhum auxílio é tão salutar e eficiente para manter o equilíbrio moral do Espírito, como o hábito da oração, pois a criatura confiante, sincera e amorosa, religa-se a Deus.

Ramatís - do livro ELUCIDAÇÕES DO ALÉM.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

E agora, terei que ser um preto velho no Astral !?




Não há desdouro nem desmentido no processo evolutivo da alma imortal, quando, apesar do seu avanço intelectual e científico no mundo terreno, precisarem envergar o traje humilde do "preto-velho" ou do caboclo rústico, a fim de conseguir o seu reajustamento espiritual combalido e tão prejudicado no pretérito. Em verdade, trata-se apenas de um estágio ou espécie de descanso intelectual, em que o espírito superexcitado por excessivo racionalismo efetua salutar decantação de sua personalidade humana que fora muito envaidecida com as lantejoulas brilhantes do cenário terreno!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

O que se deve entender por "endereços vibratórios"?



PERGUNTA: - Que se deve entender por "endereços vibratórios"?
RAMATÍS: - O "endereço vibratório" é o objeto ou coisa pertencente à vítima, e que o feiticeiro depois ajusta ao seu trabalho catalisador de bruxaria. Serve de orientação para a carga maléfica tal qual os policiais fazem o cão de caça cheirar um lenço ou algo do fugitivo, do qual estão no encalço.
Assim, o maior êxito do feitiço fundamenta-se sobre a mesma lei de afinidade comum dos experimentos de física e química, a qual disciplina as relações e a propriedade dos corpos entre si. Ademais, as coisas impregnam-se das emanações dos seus possuidores, e por esse motivo podem servir de "endereço vibratório" para as operações de magia à distância, conforme é de uso e necessidade na bruxaria. Quanto aos efeitos mortificantes que atuam sobre as vítimas enfeitiçadas, os feiticeiros os conseguem através da "projeção" de fluidos agressivos e enfermiços, que desdobram nos campos eletrônicos dos objetos preparados sob o ritual de abaixamento vibratório.

Magia de Redenção. 


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

ORAÇÃO DE 2015!!!

     

       Arriei inhame na estrada e pedi a Ogum e a Oxaguian força nos caminhos, pedi ferro no peito e aço na língua. Que meus caminhos não percam a direção e minhas pernas não tropecem em pedras, porque a força que me impulsiona é a espada de Ogum, é de Ogum que eu me fortaleço, é atrás de Ogum que me protejo. Se distorcerem minhas palavras, sou imagem de Oxaguian, sou da laia de Oxaguian, Orixá do Manto Branco, da boa batalha pela persuasão e convencimento da comunicação. 
    Se o vento empurra poeira, o facão destrói o mal! Ogunhê!!!
      Se palavras rotas e pensamentos falsos me atingem, o conhecimento da verdade vence a ignorância da mentira. 
Êpa Ê Babá!!!
  

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

LOUVAÇÃO ÀS SANTAS ALMAS DO CRUZEIRO DIVINO, NOSSOS AMADOS PRETOS VELHOS.

Informamos a todos que retornamos na próxima sexta, dia 09/01, com nossa Engira Pública de Caridade.

Nesta data, teremos uma LOUVAÇÃO ÀS SANTAS ALMAS DO CRUZEIRO DIVINO, NOSSOS AMADOS PRETOS VELHOS.

domingo, 4 de janeiro de 2015

Plantas de proteção


Pergunta: Mas existem pessoas , que devem ignorar as virtudes da arruda e guiné-pipi, como barometro e transformador vegetal , pois elas plantam essas duas plantas convictas de que elas afastam os maus espíritos! Que dizeis?
Ramatis: Reconhecemos que a plantação pródiga de arruda e guiné-pipi em torno das residencias terrenas, jamais seria recurso eficiente e defensivo, caso os seus moradores continuem alimentando o ódio, o ciúme, e a irascibilidade no ambiente doméstico. A Arruda, planta vulgar e clássica dos pretos , da familia das Rutáceas, sub-arbusto elegante e ramoso, de folhas ver-azulado, dá flores que se reunem em cachos amarelos e pequenos e dela derrama-se um cheiro muito ativo, mas pouco agradável. É muito usada contra o feitiço e outras crendices africanas considerada uma planta protetora. Mas as virtudes mágicas da arruda não são, entretanto, criação exclusiva dos africanos, pois o velho provérbio italiano já diz : "La Ruta ogni mala stuta", ou "A arruda, muito mal espanta". É oriunda da Europa e aclimada no Brasil. É planta estimulante, emenagoga e empregada contra vermes, combatendo também, a clorose e histeria. Em dose forte é usada entre os mandigueiros, para tirar o quebranto.  Embora a arruda e a guiné-pipi não sejam vegetais com o poder miraculoso de afastar os "maus-espiritos", elas assinalam e advertem a natureza fluídica e a necessidade de purificação do ambiente, o que pode ser feito pela prece ou pela elevação da conduta moral do ser. Enquanto a arruda funciona como generoso barometro vegetal a indicar o teor fluidico do ambiente, a guiné-pipi ajuda na absorção de eflúvios inferiores e num transformismo sacrificial, ela os devolve purificados. A verdade é que se trata de mais um recurso abençoado por Deus , no sentido de advertir a criatura humana , quando envolve-se nos maus fluídos do mundo!
No mundo oculto, a vida ainda é mais intensa e complexa, porque ali é que as coisas palpitam em sua contextura original . O imenso potencial magnético e etérico que palpita na intimidade do reino vegetal, influi no campo emotivo e psíquico do homem, quer através da fragancia do perfume, como até produzindo enfermidades alérgicas, perturbações mentais e emotivas através de suas emanações tóxicas. As favas de S. Inácio, espécie de bagas originárias das Filipinas, possuem um tóxico que atua fortemente no sistema nervoso humano, pois tornam o homem muito sensivel e emotivo às impressões externas , causando melancolia, choro , pesares injustificados e sintomas de histerias. Entre as espécies vegetais conhecidas por "pango", uma delas, conhecida na homeopatia por "Cannabis Sativa"( a "famosa" Maconha/rsm ) , ataca o sistema nervoso, produzindo intensa exaltação mental seguida de longo embrutecimento. As pessoas gentis, sob a ação do "pango" tornam-se prazenteiras, e as irritávceis ainda ficam mais raivosas, cujas idéias se amontoam e confundem-se no cérebro, produzindo loquacidade  incoerencia e esquecimento.

Pergunta: Os banhos de ervas ajudam a eliminar da aura os fluidos produzidos pela bruxaria?
Ramatis: Sem dúvida, pois as plantas são núcleos de forças etéreo-fisicas tão vigorosas como as que circulam pelo duplo etérico do homem. Mas os banhos de descarga devem ser feitos com ervas seivosas, colhidas na sua hora astrológica ascendente e no período lunar favorável, conforme já explicamos em outra obra. Elas liberam forças que se acumulam durante a germinação e o crescimento; e depois bombardeiam a aura humana sobrecarregada de fluidos nocivos, desintegrando os centros de convergência mórbida. Ademais, as ervas estão impregnadas de substâncias terapêuticas, que penetram poros adentro revigorando as próprias reações orgânicas.

Extraido do livro Magia de Redenção de Hercilio Maes - Livraria Freitas Bastos - 1967
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics