terça-feira, 9 de setembro de 2014

Por que tiramos os sapatos para entrar no terreiro



                      Nós, umbandistas, consideramos o terreiro e o congá, lugares imantados, Sagrados, onde foram fixadas certas forças ou vibrações positivas, que devem  estar sempre limpos de fluidos negativos e onde conservamos os pontos riscados destas mesmas forças ou ordens superiores dos Orixás, mesmo porque certos preceitos são procedidos neles para movimentação e renovação permanente do Axé - força mantenedora da corrente mediúnica.
          Tudo isto objetivando "facilitarmos" a descida vibratória dos Guias espirituais e haver o intercâmbio em uma egrégora elevada, propiciatória para a ligação fluídica com os médiuns.
            Assim, é de obrigação de todos tirar o calçado, visto este objeto ser "anti-higiênico",  pois se pisa com ele em tudo, às vezes em detritos e putrefações, ainda por estarmos em ligação com certas encruzilhadas de rua que passamos, sabendo-se que estes locais profanos são escoadouro natural das vibrações negativas ou ondas mentais coletivas eletromagnéticas, densas e altamente materializadas, muitas vezes alimentadas pelos nefastos despachos que alimentam os planos inferiores do astral.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics