segunda-feira, 7 de julho de 2014

A dor e suas causas íntimas.


A dor, que varia de espírito para espírito, não é específica de certa idade ou época, mas se manifesta de conformidade com as causas íntimas de cada criatura, independentemente de, raça, cor, temperamento, sexo ou idade. Os germes causadores das enfermi­dades humanas só proliferam perigosamente quando no organis­mo do homem se estabelece o terreno eletivo para a eclosão da enfermidade. O êxito microbiano depende fundamentalmente da condição mórbida ou “miasmática”, que o próprio espírito cria no corpo devido à sua desarmonia psíquica. E o miasma do psiquismo doente que atrai os germes patogênicos e os alimenta, fazendo-os acumular-se em certos órgãos ou sistemas do corpo físico. Os microrganismos, na realidade, são os elos intermediários que se constituem em pontes virulentas e ajudam os espíritos a despejar na carne torturada os seus venenos psíquicos, de cuja ação e presença então se identifica um tipo de moléstia característica e devidamente classificada na terminologia médica.

RAMATÍS - FISIOLOGIA DA ALMA.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics