sexta-feira, 4 de abril de 2014

Como se forma a Egrégora de uma comunidade terreiro de Umbanda.


Uma comunidade terreiro tem uma maneira própria de ser, que é o somatório de todos os indivíduos que fazem parte – sentimento de pertença – e que são reflexo de suas semelhanças com os seus Orixás Regentes. É no trabalho de terreiro, com a participação de cada um e sua maneira original de se inspirar em seus Ancestrais que nos desenvolvemos como seres humanos e ampliamos nossa espiritualidade, com a consciência de estarmos integrados a um grupo filo-religioso que nos dá referência espiritual. Para um médium – cavalo de santo - ser considerado e respeitado pela comunidade terreiro, ele precisa ser e viver no Espaço Sagrado intensamente, participando ativamente no tempo aprendendo e aprimorando o conviver coletivamente, o amar o próximo como a si mesmo. Neste ambiente de “irmandade”, amorosidade e respeito fraternal entre os membros, com o caráter modificado, a  vibração  energia de cada um se integra ultrapassando os limites  internos físicos do terreiro, formando o que chamamos de Egrégora, e é isto que mantém toda a comunidade terreiro saudável, sólida e em expansão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics