segunda-feira, 12 de agosto de 2013

APOMETRIA: formas pensamentos artificiais.

PERGUNTA - O Artificial é uma forma-pensamento que existe numa dimensão espaço-tempo restrita, ou tem consciência e livre-arbítrio de ação e vontade? A única alternativa para um Artificial é a "destruição" ou ele pode ser aproveitado nos trabalhos no bem?
    RAMATÍS - As formas de pensamento tendem a se desfazer nos sítios vibratórios da Natureza que lhes são afins. Vossas tempestades nada mais são que higienizações coletivas da aura planetária levadas a efeito pelos espíritos que têm esta tarefa. O Artificial é uma forma-pensamento ou corpo etérico seqüestrado e manipulado para o mal, anomalia oriunda da mais nefasta magia negra. Não tem consciência nem livre-arbítrio, embora gere ação e apresente "vontade", pela poderosa indução mental do mago negro.

            As formas de pensamento e os quadros ideoplásticos que são costumeiramente utilizados nas atividades socorristas têm existência restrita, durante a atividade dos mentores espirituais. São imediatamente desfeitas após os labores de caridade que levamos a efeito. Fugiria à finalidade dessas manipulações energéticas se ficassem vagueando a esmo. Basta a poluição do orbe existente no plano físico. Há que se considerar que nas estações socorristas transitórias nas zonas subcrostais, existem técnicos do lado de cá especializados na criação de formas-pensamentos, mas circunscritas aos campos vibratórios dessas localidades, como as aparelhagens que são utilizadas estritamente nas salas de cirurgia de vossos hospitais. 

Do livro Jardim dos Orixás.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics