CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Família é tudo de bom.


Mesmo com toda a chuvarada que despencou sobre o Rio Grande do Sul desde sexta-feira, provocando alagamentos e gelando até os ossos dos gaúchos, posso afirmar com toda a certeza que o fim de semana foi maravilhoso, aconchegante e nem sentimos o tempo passar. Estivemos todo o tempo em companhia de nosso neto, que gosta e faz questão de estar junto com a família. Atitude rara de se ver na atualidade porque os jovens querem mais é andar em bandos, sendo o último recurso na vida deles estar com a família, porque pais e avós principalmente estão ultrapassados.

E a família quase não consegue trocar ideais com os jovens que falam uma linguagem difícil de entender, grunhindo sem abrir a boca para articular as palavras claramente, isto quando fazem o grande favor de responder. É vergonhoso dizer que passaram o tempo com os pais e irmãos. Coisa de caretas. Perdem, entretanto por desfrutar dos momentos de carinhosa convivência com o grupo mais estreito e próximo de suas relações. A grande maioria prefere estar em companhia de amizades que julgam ser sinceras, mas que nem sempre têm por eles apreço genuíno e na primeira oportunidade dá o bote sem dó nem misericórdia, deixando-os muitas vezes em maus lençóis.

Estar reunido em família e em clima de amizade e amor fraterno é tudo de bom na vida de uma pessoa. Desfrutar da companhia de filhos, netos, genros e noras então, são a glória para pais que tem seus filhos com famílias constituídas. Amizades verdadeiras, trocas genuínas e salutares, crescer em harmonia e receber abraços e beijinhos melosos dos netos é receber o prêmio Nobel do Amor e nos deixa mais doces e mais encantados com os seres que compartilham a nossa jornada. Caminhar de mãos dadas, olhar nos olhos sonolentos de nossos pequenos amores, contar historinhas, ouvir risadas melodiosas e cheias de encantos é tudo que podemos almejar para nossos dias.  É entender que quando os nossos filhos saem de casa para construir uma nova vida com seus escolhidos, não os perdemos, pelo contrário ganhamos novos filhos e acrescentamos mais amor em nossa quota diária e familiar.

Passamos os dias assistido filmes, relembramos momentos alegres, rimos de nossas aventuras, comemos pipocas, bolo de mel com frutas e cobertura de chocolate, tomamos muito suco de uva, sanduiche quente e tudo o mais que a nossa imaginação pedia. Jogamos jogos antigos, nos molhamos na chuva fria ao cuidar de nossos cachorrinhos, mas nossos corações estavam aquecidos pelo combustível do amor, portanto nenhum frio do mundo poderia tirar a nossa alegria. O melhor de tudo foi o prêmio no final de noite, na hora de dormir: um sonoro e gostoso abraço e beijo de boa noite acompanhado de “Vovó eu te amo”! Precisa mais do que isto para ser feliz?

Lirializ
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics