CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


domingo, 7 de julho de 2013

Apometria: criação de campos de força.

PERGUNTA: - Poderíeis dar-nos maiores detalhamentos quanto à criação de campos de força? Qual a finalidade?
            RAMATÍS: - Sois circundados por energias no infinito manancial cósmico que está a vossa disposição. O pensamento é atributo de todos os espíritos. Esqueceis muito facilmente que o fato de vos encontrardes retidos num escafandro grosseiro, pesado, que é o invólucro carnal, o plano físico, não delimita vossa potencialidade criadora, pois o Eu Sou, que é o espírito imortal, continua latente em vós. Nesse sentido, podeis movimentar as forças e energias cósmicas, como se fosseis espírito livres no Cosmo. Sendo assim, a técnica apométrica propicia aos operadores treinados enormes possibilidades de movimentação dessas forças, por meio da criação de campos específicos. Os impulsos energéticos propiciados pelas contagens e formados pela egrégora mental, criam na dimensão etérica e astral poderosos campos de forças de natureza magnética, com grande capacidade de detenção e interferência quando se trata de espíritos sofredores e excessivamente animalizados ou para higienização astralina dos ambientes de trabalho. A região espacial que se tem por alvo pode ser envolvida em campo de força piramidal, cilíndrico, triangular, cones, esferas, em freqüências e densidades específicas.

            PERGUNTA: - Para nosso melhor entendimento, quais as situações que exigiriam grandes dispêndios de energias das falanges socorristas e que são "supridas" pelos grupos de Apometria?

            RAMATÍS: - Todas os planos vibratórios que vos circundam são energias e freqüências atuando em densidades diferentes. As falanges socorristas obtêm maior "eficácia" em suas movimentações nos grupos moralizados, em que o amor crístico é a base dos seus ideais de caridade. Nos casos obsessivos mais complexos, em que a magia negra atua por meio de formas-pensamentos altamente deletérias, bolsões de espíritos sofredores são "imantados" nos campos energéticos dos alvos visados em troca dos despachos pagos dos mais variados tipos e finalidades, caracterizando forte influenciação de campos magnéticos negativos e destruidores que se agravam sobremaneira com fixação de aparelhos parasitas no sistema nervoso etérico e instrumentos para provocar doenças as mais variadas. Nesses casos em especial, geralmente de encarnado em desequilíbrio com ressonância de vidas passadas e que envolvem processos de magia negra, os grupos apométricos, com suas técnicas, se mostram valiosos instrumentos de trabalho para a Espiritualidade.

Do livro EVOLUÇÃO NO PLANETA AZUL.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics