CALENDÁRIO VERÃO 2018.

ENCERRAMENTO 2017

08/12/17 – 6ª Feira: Sessão Pública.

15/12/17 – 6ª Feira: Última Sessão Pública.

Calendário Verão 2018

Atenção: Janeiro e Fevereiro Sessões Quinzenais!

12/01/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

26/01/18 – 6ª Feira Sessão Pública.

09/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

23/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

09/03/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

A postura do homem em relação a Deus




Do livro de Mirdad (baseado no texto publicado por Mikkail Naimy)
  
-Deus não dotou o homem de nenhuma fração de Si, mas de toda sua divindade. Que maior herança pode o homem esperar? E o que os impede de se apossar dela é a vossa própria timidez e cegueira.

-Em vez de serem gratos por essa herança os homens cegos e ingratos fazem de Deus uma espécie de quarto de despejo ao qual levam todas as suas dores de dentes e de barriga, seus prejuízos nos negócios, suas brigas, vinganças e noites de insônia.

-Outros fazem de Deus a sua casa do tesouro onde esperam encontrar o que desejam toda a vez que cobiçam a posse de todas as traquitamas do mundo.

-Outros fazem de Deus uma espécie de seu guarda-livros particular. Pretendem que Deus não só mantenha suas dívidas e contas em dia, mas que também cobre os que lhes é devido, conseguindo sempre um grande saldo a favor deles.

-São tantas e diversas as tarefas que os homens exigem de Deus. Mas pouco se lembram de que se isso estivesse a cargo de Deus, ele as executaria sozinho e não precisaria de homem algum para incitá-Lo a fazê-las ou Lhe recordar delas.

-Por acaso é preciso lembrar a Deus das horas em que deve nascer o sol ou pôr-se a lua?

-Lembrais a Deus de fazer brotar da terra o grão de milho no campo?

-Tendes de lembra-Lo para que aquela aranha acolá teça a sua teia?

-Precisais lembra-Lo dos filhotes de pardal no ninho?

-Por acaso tendes de lembra-Lo das inúmeras coisas que enchem este infinito universo?

-Porque fazeis pressão, com vossos insignificantes seres, em Sua memória? Sois menos favorecidos em Sua vista do que os pardais, o milho e as aranhas?

-Porque, como eles, não recebeis as vossas dádivas e não vos ocupeis com as vossas tarefas sem muito alarido, sem dobramento de joelhos e extensão de braços e sem ficar ansiosos a espiar o amanhã?

-E onde está Deus para que preciseis gritar nos Seus ouvidos os vossos caprichos e as vossas vaidades, vossos louvores, vossas queixas? Não está Ele em vós e em tudo ao vosso redor?

-Não está o ouvido de Deus muito mais próximo de vossa boca do que o está a vossa língua do vosso céu da boca?

-Se Deus tende-vos dado a semente da Sua divindade, tivesse de cuidar dela ao invés de vós, qual seria a vossa virtude? E qual seria o trabalho de vossa vida? E se o homem não tivesse trabalho algum a executar, mas Deus precisar executá-lo para vós, que sentido terá então a vossa vida? E de que valerão as vossas preces?

-Não peçais a Deus para abrir as portas das quais Ele vos deu as chaves, buscai-as na vastidão de vossos corações, pois ali se encontram as chaves de todas as portas. E na vastidão do coração estão todas as coisas pelas quais tendes sede e fome, seja do bem ou do mal.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics