CALENDÁRIO VERÃO 2018.

ENCERRAMENTO 2017

08/12/17 – 6ª Feira: Sessão Pública.

15/12/17 – 6ª Feira: Última Sessão Pública.

Calendário Verão 2018

Atenção: Janeiro e Fevereiro Sessões Quinzenais!

12/01/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

26/01/18 – 6ª Feira Sessão Pública.

09/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

23/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

09/03/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Vamos sujar as praias de Iemanjá!?




Iemanjá gosta de praia limpa!!!

A grande festa de Iemanjá, dia 02 de fevereiro, chegou e com ela também teremos que conviver com muita sujeira deixada nas praias por pessoas que desrespeitam profundamente os seus semelhantes, o mar e toda a natureza. E também desmerecem Iemanjá em seus fundamentos mantenedores, sagrados, divinos, que não combinam com poluição.

São copos, garrafas, restos de alimentos, embalagens e uma infinidade de outras coisas, materiais plásticos, pentes, vidros de perfumes,  e até mesmo alguns itens que expressam de um jeito errado a fé de pessoas com boas intenções, mas ecologicamente e religiosamente mal orientadas, pois apodrecerão atraindo moscas e outros insetos.

Barquinhos cheios de oferendas, bebidas e frascos diversos, são lançados ao mar como gesto inocente de fé por essas pessoas, mas será mesmo que Iemanjá, a rainha de todas as águas, quer que você suje as praias e a sua morada, o oceano?

Você já voltou à praia na manhã seguinte e viu que a totalidade destes barcos são afundados, "rejeitados" como que devolvidos pelo mar atracando nas areias? 

Visualmente, para crentes de outras religiosidades, nós umbandistas nos parecemos nada higiênicos nessas práticas festivas junto aos mares.

Se você fosse Iemanjá, a mãe de todos os Orixás, gostaria de ter sua casa entulhada de sujeira?

A verdade é que os barcos afundam logo e as oferendas em sua maioria retornam para a praia trazidas pela força das correntes marítimas que geram as ondas.

Muito triste de se ver no outo dia.

A nossa maior oferenda é a consciência amorosa para com a "morada" do Orixá.

A quem tiver necessidade de um elemento material para uso como oferta em pequeno rito pessoal, para Iemanjá, recomendamos que se ofereça "apenas" as pétalas de rosas de cor branca, que podem ser borrifadas com perfume de alfazema.

Vale lembrar que Iemanjá, e todos os Orixás, são aspectos diferenciados do Criador e não espíritos individualizados. Não há a necessidade de deixarmos bebidas e comidas na beira do mar, muito menos copos plásticos e embalagens de vidros.

Enfim, não deixe os talos das rosas, os frascos de perfumes, restos de velas ou quaisquer outros objetos na praia. Velas só devem ser acesas em locais apropriados, se houverem a beira mar, e quanto às outras sobras, recolha e jogue tudo no cesto de lixo devidamente acondicionado em sacos plásticos, separando-o em seco e degradável, facilitando a coleta pelos órgãos públicos.

Não nos esqueçamos de prestar nossas homenagens à rainha das águas também no dia 2 de fevereiro (dia de Nossa dos Navegantes) com a devida consciência umbandista, ecológica e que respeita os locais públicos frequentados por pessoas de outras crenças religiosas.

Preservemos a "casa" de Iemanjá, o seu ponto de força, sagrado e divino, plasmado pelo Grande Arquiteto do Universo - Olurum -, sem a poluirmos mais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics