quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Umbanda tem fundamento - fé raciocinada e não cega.

*MEDIUNIDADE, PALAVRA E RESPONSABILIDADE*

Nos dias atuais nos deparamos com a mediunidade comparada a uma grande feira, onde “cada um faz a sua oferta” e escolhe o que deseja maior comodidade para sua necessidade, seja ela de ordem física ou espiritual.

O bom senso é encoberto pela facilidade em se resolver determinada situação,
nunca primando da “forma” com que a mesma é feita. A palavra não passa mais pelo filtro da responsabilidade, muitas vezes sendo utilizada de forma profana em nome dos sagrados Orixás acreditando-se o interlocutor como porta voz dos mesmos.

Usam a palavra carregada de maldade, maledicência e acusação dizendo-se “cavalo” ou “médium” de guia “X” comprometendo na realidade o nome sagrado destes trabalhadores da luz e infelizmente o nome da Umbanda ainda tão mal compreendida.

Ofertas mirabolantes, resolução de problemas em “X” dias esquecendo-se e desrespeitando a lei de causa e efeito e comercializado o que deveria ser sagrado - ” A CARIDADE” -, visando na realidade somente interesse mesquinhos e
pessoais.

Felizmente a Providência Divina age no “silêncio da águia” e as “máscaras começam a cair”, trazendo a tona a mentira e colocando cada qual diante da sua responsabilidade, diante do “solo que semeou”, pois a hora da colheita já esta anunciada.

Mediunidade não é sinônimo de bagunça, medo ou ameaças. Mediunidade é sinônimo de ESTUDO, DISCIPLINA e BOM SENSO.

A palavra quase sempre carrega o espelho que temos dentro de nós, sendo assim, quem ameaça, acusa e semeia mentira, carregará o fardo de sua responsabilidade e responderá em vida ainda pelos seus atos.

Postes não são Templos de Umbanda!

Amarrações, não são trabalhos de caridade e sim de ilusão barata, ligados a seres inferiores

Ninguém é Deus, para mudar o destino da vida de uma pessoa em “X” dias.

Só se evolui aprendendo e se aprende com estudo sério, fé raciocinadacaminhando para frente. Mediunidade, não é medo, ameaça ou instinto de vingança.

Mediunidade, pode ser comparada com caridade!

Espírito não precisa de trocados para fazer a caridade, pois esta é seu melhor investimento.

Umbanda tem fundamentos e é preciso preparar, completamos esta frase lembrando a parábola da porta estreita. Realmente para aprendermos os fundamentos sagrados da Umbanda, precisamos passar por esta porta estreita
todos os dias, lutando contra estes que se dizem “porta vozes” de Orixás, mas nada mais são do que marionetas das trevas, iludindo mentes e corações despreparados e ambiciosos.

Filhos, é preciso termos uma fé raciocinada e não cega!

“Muitos são os chamados, poucos os escolhidos….” Por que muitos confundem mediunidade com “facilidade” quando mediunidade encerra em si responsabilidade, amor, caridade e renovação de espírito….

*Caboclo Pedra Roxa*

Psicografada por GÉRO MAITA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics