CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Dezembro chegou. E agora!?


Estamos no mês de Dezembro. Com que velocidade o tempo transcorre, nos conduzindo em seus braços pelas estradas do nosso programa encarnatório. Ao chegar ao fim do ano as pessoas se voltam ávidas para as festividades do consumo, para as festas recheadas de perus, musicas e muito álcool.

Na estrada do tempo, aprendemos a fugir da nossa responsabilidade diante da vida encarnatória, nos escondendo no que a religião hinduísta/budista chama de "maia", quer dizer "ilusão". Em vez de refletirmos, com a chegada do fim do ano, sobre a realidade do "maia", como tudo passa e nos aproximamos da estação final que nos remeterá à cidade espiritual, de acordo com nosso grau de evolução que é o Diploma Vivencial do aprendizado, da vivência no Bem e da religiosidade interior, nos embriagamos com a ilusão do consumo e da falsa alegria.


Múltiplos Movimentos Religiosos se abeiram do nosso caminho, como um convite do Plano Espiritual, através das ondas vibracionais da Fé, no afã de que o adotemos em nossa estrada e, através dela, sintamos e sigamos a direção da Luz, mas, comumente, nós, espíritos ainda presos à ignorância ilusória da matéria, achamos lindo, mas...! Não tenho tempo..., não gosto de me comprometer..., meu trabalho..., minha vida..., etc... e etc..., esquecidos da mensagem do fim de ano: Tudo passa, se algo fica, é o espírito imortal com a sua bagagem de vivência religiosa, com a bagagem da Fé.

Fim de Ano, Jesus nos acenando mais uma vez com seu NATAL! Ele nasce para que tenhamos n'Ele "o caminho a verdade e a vida" e não um símbolo bonito, mas que fica fora de minha estrada. Natal é um convite de Jesus para que deixemos Ele nascer na manjedoura de nosso coração, fazendo de seus ensinamentos contidos nos Evangelhos a Luz direcionadora do meu caminho. E quantos e quantos festejam o nascimento, não de Jesus em suas vidas, mas do seu egoísmo, da sua vaidade, do seu orgulho, chafurdando-se no consumo, no álcool e nas vaidades modista do tempo. E tudo passa...!

Ano Novo, oportunidade de renascimento, de uma vida nova, vida de Paz e Alegria que só será conseguida por uma vivência de fé, amor e sabedoria. "A cada um será dado de acordo com suas obras", diz o Mestre Jesus.

Irmãos, a mensagem umbandista desse fim de ano é um convite. Voltemos nossas vidas para a dinâmica da Fé e do Amor. Deixemos Jesus, o Senhor da Luz, nascer em nossos corações, pela vibração Luminosa de Oxalá, que é a vibração da Fé e da Religiosidade.

Entreguemos a Mãe Iemanjá, em seu mar sagrado, as nossas mazelas, ilusões e dores que serão levados pelas suas ondas. Ondas essas que, de acordo com a nossa fé e grau consciencial, nos trará benesses de paz, de alegria, de amor e de prosperidade.

Desejo a todos os meus irmãos um Natal de alegria sim, pois temos que nos alegrar e festejar fraternalmente essas datas tão marcantes na vida da humanidade, mas, principalmente, um Natal de Vida, com a presença do Mestre Jesus bem no centro de suas festividades, para que o Novo Ano chegue cheio de Sua Luz e Sua Paz, sob as Irradiações dos Sagrados Orixás.

Pai Valdo (Sacerdote Dirigente do T. E. do Cruzeiro da Luz)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics