sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Novos aspectos da saúde e das enfermidades



    Há pouco tempo chamava-se de Saúde a ausência de sintomas desagradáveis no aspecto físico, tais como dores, sensações desconfortantes, limitações ou uma disfunção orgânica.
     A meta da medicina tradicional, baseada numa visão mecanicista, é fazer desaparecer, de maneira mais rápida possível, os sintomas e os sinais desagradáveis do corpo físico através do uso de medicamentos químicos (como os corticosteróides, os antibióticos, os antiinflamatórios, os analgésicos, etc., que apenas impedem os sintomas e os sinais de manifestarem-se), ou em situações extremas, extirpando-se a parte afetada. Os médicos, por formação acadêmica, e os pacientes se preocupam somente com o corpo físico, desconhecendo ou não aceitando a verdadeira origem das enfermidades.
     Em compensação, sabemos quão é importante a atuação da medicina oficial nas urgências e emergências, onde ela reina soberanamente.
Hoje a definição de saúde é estarmos numa condição de pleno bem estar físico, social, mental e espiritual.
     Então, quando somamos aos fatores aceitos pela medicina “convencional”, aceitando a existência do ESPÍRITO, preexistente e sobrevivente ao corpo físico, por conseqüência a relação encarnado e desencarnado, mais a REENCARNAÇÃO, os conceitos de SAÚDE E DOENÇA são ampliados de maneira extraordinária.

     Para podermos falar de saúde e doença, enfocando o problema do ponto de vista da interação espírito-matéria, faz-se necessário definirmos o QUE É O HOMEM, segundo o conhecimento espiritualista.
     Somos formados por diversos corpos, dos quais os que nos interessam por agora são: o corpo físico, o mais denso de todos, que utilizamos para podermos nos manifestar no plano material; o corpo etérico que é uma réplica, uma cópia do físico; o corpo emocional, perispírito ou astral, corpo que abriga nossas emoções, nossos desejos e medos e o corpo mental que se manifesta através dos nossos pensamentos e raciocínio. 
     Estes quatro corpos se interagem, isto é, um corpo influencia os demais corpos. Quando um corpo não está bem, esta desarmonia irá refletir, nos outros corpos e vice-versa.
     Baseado na concepção do ser humano integral, podemos afirmar que o conceito de SAÚDE é “o funcionamento, a interação, com estabilidade desses quatro corpos: físico-etérico-astral-mental.
     Por conseqüência, a definição de DOENÇA sob a mesma ótica é: “toda a disfunção, desajuste, desarmonia, que altera o funcionamento harmônico dos corpos que compõe o ser encarnado.
     Em geral, os profissionais da saúde ainda fazem a distinção entre as doenças psicossomáticas (efeitos de fatores sociais, psicológicos e comportamentais sobre processos orgânicos do corpo e sobre o bem-estar das pessoas) e outras de fatores genéticos, acidentais, ambientais ou orgânicos e, neste caso limitam as manifestações psicossomáticas exclusivamente nas alterações com causas de origem psicológicas.
     Aceitando que a mente, por não conseguir resolver ou conviver com um determinado conflito emocional, passa a produzir mecanismos de defesa com o propósito de deslocar a dificuldade e/ou "ameaça" psíquica para o corpo. Com isso, acaba drenando, na forma de doença e seus respectivos sintomas, problemas psicológicos. Neste sentido, entre várias doenças aceitas como psicossomáticas podemos citar:

• Artrite
• Câncer e todos os tipos de doenças auto-imunes
• Manchas no corpo
• Gastrite
• Úlcera
• Asma
• Praticamente todos os transtornos de pele
• Alergias variadas
• Rinites
• Impotência sexual
• Muitas disfunções oftálmicas
• Hipertensão arterial
• Fibromialgia 
            O surgimento dos sintomas depende e varia de três fatores interdependentes:

1. Qualidade de vida, incluindo hábitos alimentares, atividades físicas, sedentarismo, etc.
2. Herança genética, que pode deixar os indivíduos mais predispostos para desenvolverem alguns tipos de doenças.
3. Fatores psico afetivos de acordo com o manejo das emoções, dos traumas e dos sentimentos de abandono, rejeição, inclusão, culpa, etc.
O estudo integral do ser nos orienta que o desequilíbrio entre os diversos corpos do homem, quer sejam oriundos de comportamentos inadequados desta vida atual, presente, ou de vidas passadas, poderá provocar doenças dos mais diversos tipos, sejam elas “físicas”, “emocionais” ou “mentais”.

      TIPOS DE DOENÇAS

     1. DOENÇAS FÍSICAS 

     As doenças físicas são meras circunstâncias ocasionais. São desajustes passageiros do metabolismo orgânico, por efeito de transgressões atuais provocados por algum excesso de esforço, exagero alimentar, acidente, contaminação bacteriana, virótica, etc., que prejudica algum órgão de funcionar como deveria, criando a indisposição. A indisposição orgânica pode ser curada pela medicina material.

     2. DOENÇAS ESPIRITUAIS (CÁRMICAS) 

     São as doenças provenientes das nossas vibrações (Pensamentos e Sentimentos) 
     O acúmulo em nosso perispirito de energias nocivas gera a auto-intoxicação fluídica, e quando estas energias descem para o organismo físico criam o campo energético propício para a instalação das doenças que afetam todos os órgãos vitais, tais como coração, fígado, pulmões. 
As energias nocivas que provocam as doenças espirituais podem ser oriundas de reencarnações anteriores, que se mantém no perispírito enfermo enquanto não forem drenadas.
     Enquanto persistir as energias nocivas no perispírito a cura não se completará. Pode-se dizer que o corpo queima para que o espírito se purifique. 
As curas, portanto, não se pode dar a não ser quando o processo reabilitador chegue a seu termo, ou seja, que cesse a causa que gera a doença que é a transformação moral do indivíduo.

     3. DOENÇAS ATRAÍDAS OU SIMBIÓTICAS 

     Uma criatura colérica, vibrando sempre maldades e pestilências, o que pode atrair senão as mesmas coisas? 
     Essa atração gera uma simbiose energética, que pela via fluídica, nos causa a percepção da doença que está afetando o organismo do Espírito que está imantado energeticamente em nós, provocando a sensação de que a doença está em nós, pois sentimos todos os sintomas que ele sente. Aí vamos ao médico e ele nada encontra. 
     Diz, ainda, André Luiz: “que, se a mente encarnada não conseguiu, ainda, disciplinar e dominar suas emoções e alimenta paixões (ódio, inveja, vingança), entrará em sintonia com os irmãos do plano espiritual, que emitirão fluidos maléficos que irão impregnar o Perispírito do encarnado, intoxicando-o com essas emissões mentais, podendo levá-lo até a doença”.

     ROTEIRO À SAÚDE DO CORPO-MENTE-ESPÍRITO

     Sugerimos a adoção de algumas atitudes, posturas, para aqueles que desejam manter a saúde, e para os que estão enfrentando desequilíbrios, retornarem, oportunamente, ao estado saudável, quais sejam:

• Abra a sua mente para o novo, porque a mente aberta, permite que você      CRIE, CRESÇA, ENCONTRANDO NOVOS CAMINHOS NA SUA VIDA;

• Quem se conhece, vive melhor, em qualquer idade e situação, por isso, procure conhecer-se, conhecer o seu interior, lembre-se da afirmação filosófica: CONHECE-TE A TI MESMO!;

• Supere o péssimo hábito de viver no passado, ou viver ansioso com o futuro: O TEMPO PRESENTE É TUDO O QUE O HOMEM POSSUI DE CONCRETO;
• Não culpe os outros por seus fracassos, derrotas, problemas, assuma o comando da sua vida. PERDOE A TODOS, E PERDOE-SE, TAMBÉM;

• Fortaleça seus laços de família, amizade, ou seja, evite o isolamento constante, doentio, porque a CONVIVÊNCIA É ESSENCIAL PARA A SAÚDE DO CORPO E DO ESPÍRITO;

• Faça da meditação ou da oração, dependendo da sua escolha, uma forma de conexão diária com as energias superiores, PORQUE NA MEDITAÇÃO E NA ORAÇÃO ATINGIMOS ESTADOS ELEVADOS E BENÉFICOS DE CONSCIÊNCIA:

• Alimente-se de forma adequada, usando o princípio defendido pelo pai da Medicina, Hipócrates, que afirmava: Faça DO TEU ALIMENTO, O TEU REMÉDIO;

• Saia do seu casulo, do seu mundo, olhe em volta, e veja, há muita coisa a ser feita no planeta. SEJA ÚTIL, DEDIQUE-SE A ALGUMA CAUSA HUMANITÁRIA, EM PROL DO SEU PRÓXIMO. Isso aumenta o bem estar, e nos transmite uma imensa satisfação interior;

• Crie o hábito de manter-se com expectativas positivas, sempre, PORQUE AS EXPECTATIVAS POSITIVAS, GERAM ENERGIAS POSITIVAS, QUE ATRAEM COISAS POSITIVAS;

• Finalizando, lembre-se de que sempre receberemos amparo, em qualquer situação, primeiro do Criador Universal, dos nossos parentes e amigos encarnados, e lógico, dos nossos benfeitores e amigos espirituais: A AJUDA VIRÁ SEMPRE, NA HORA E LUGAR CERTO, TENHA ESPERANÇA, SEMPRE.

Bibliografia:
Mediunidade de Cura/Hercílio Maes/espírito Ramatis
“Espiritismo e saúde”, texto de Victor Sergio de Paula
“Mãos de Luz” – Barbara Brennan
“Medicina da Alma” – Robson Pinheiro/espírito Joseh Gleber
“Umbanda o despertar da essência” – Maria Elise Machado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics