CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS EM BREVE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

MANIFESTO aos amigos e companheiros de jornada evolutiva


        Por Norberto Peixoto

        Prezados e amados amigos e companheiros de jornada evolutiva,

        Ao completar 49 anos, estando provisoriamente dirigente de um agrupamento, sob a égide dos Orixás com Jesus, na Umbanda, lá se vão 12 anos da psicografia do "nosso" primeiro livro, Chama Crística. As realizações na brevidade ilusória do tempo, longe de ser galardão, fizeram minimizar um pouco as nódoas escuras que trago de um passado insano impregnadas em meu combalido perispírito.

        Como Fênix que renasce das cinzas, sou um espírito muito diferente de uma década atras.

        Como nunca, arrebata-me o espírito, os ensinamentos de Jesus e de seu Evangelho Redentor, e sob a influência da convivência dos amigos espirituais, sinto um amor incondicional por todos vocês e pela humanidade, dado que sozinho ainda não consigo amar em plenitude. 

        Mediunidade acima de tudo nos educa no amor.

        Calo-me e reflito quando me disponho a reclamar contra certos traços psicológicos daqueles que o Senhor me confiou ao ministério familiar e de trabalho mediúnico, na diversidade das criações que compõem a Natureza. 

        Da mesma forma silencio meus pensamentos, pois por vezes o pensar é mais nefasto que mil palavras.

       Reflito:  

      Cada estrela se destaca por determinada expressão e luminosidade, mas todas tem luz irradiante. 


       Cada planeta do Cosmo abriga vida estuante, diferentes na forma mas iguais na essência que as mantém. 


      Cada planta mostra finalidade particular, mas todas dependem do mesmo Sol.


       A rosa e a violeta são de diferentes cores e odores, conquanto ambas sejam flores.


       Os caminhos do mundo guardam linhas diversas entre si, mas estamos todos num mesmo endereço cósmico.


      Também nós, as criaturas criadas do Criador, somos seres que se identificam pela semelhança, mas não somos iguais - e nem Deus assim o quer.



       Conforme os princípios de causa e efeito, que nos traçam a lei da reencarnação, cada qual de nós traz consigo a soma de tudo o que já fez de si, com a obrigação de extrair os males que tenhamos colecionado até a completa extinção, multiplicando os bens que já possuamos, para dividi-los uns com os outros, na construção da felicidade e de um mundo melhor.


        Em meus relacionamentos interpessoais, não quero transformar os entes queridos sob o martelo da força.


        Ninguém precisa apagar a luz do vizinho, para iluminação de sua própria casa.


        Uma vela acende outra sem alterar-se.


        Respeito incondicionalmente o caminho de realização que cada um se ajusta e nada impondo para comigo e para com os outros, sou feliz na aceitação plena dos que me são caros ao coração. Nada me pertence e nada tenho de material. Nada devo, logo sou livre para amar despreocupadamente, pois levarei só sentimentos e lembranças quando retornar a nossa verdadeira pátria e os ouros e louros da Terra se desintegrarão como pó ao vento.

          Auxilio a cada um, como posso, entretanto, não busco mudar-lhes o espírito repentinamente, reconhecendo que também eu não aceitaria a minha própria renovação em bases de violência psíquica.


        Quando me vejo nas provas a que sou chamado para efeito de promoção da Espiritualidade Universalista Crística, Eclética e Convergente, se não consigo descobrir o melhor processo de auxiliar o próximo, acalmo-me e oro pelo fortalecimento e paz de todos, na certeza de que Deus está velando por nós e de que nós todos somos filhos de d'Ele.


           Com a paz de Jesus em meu coração, renovo meu juramento aos Sagrados Orixás de que a minha vida não me pertence. Entrego-me em carne e espírito aos mentores que designaram minha atual encarnação em suas tarefas redentoras e retificativas, convicto que é o melhor para o meu espírito altamente endividado. 

        Meu profundo amor incondicional à Umbanda, e a todos os amigos e companheiros de jornada.

             Muita paz, saúde, força e união.


             
NORBERTO PEIXOTO. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics