segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Assistência terapêutica dos espíritos

A assistência terapêutica dos espíritos fundamenta-se na concepção do Universo como estrutura unitária e infinita.  Dessa maneira, há uma constante relação de todas as coisas e todos os seres e diversas dimensões vibratórias. Essa estrutura inimaginável encerra tudo em si mesma e por isso todos os recursos de que necessita estão nela mesma.




Princípios da terapêutica espírita:

1) A cura das doenças depende da ação natural das energias conjugadas do homem e da terra (psicológicas e mesológicas) na reconstituição do equilíbrio das energias.

2) A renovação de energias depende da ação conjugada dos espíritos terapeutas com o médium curador, que se põe à disposição dos espíritos da luz. 

3) A eficácia do passe depende da boa-vontade do médium, que se entrega humildemente à ação dos espíritos.

4) A ação curadora dos espíritos não é mágica nem milagrosa; está sujeita a leis naturais que regem a estrutura psicobiológica do homem. 

5) Nos casos de cura à distância a eficácia depende das condições psico-físicas do doente, que permitem a colaboração do seu próprio organismo nas elaborações fluídicas do plasma, em conjugação com as energias espirituais dos espíritos terapeutas. 

6) As chamadas operações espirituais, com ou sem instrumentos, podem realizar-se por intervenção física do médium, dominado pelo espírito que dele se serve por influenciação mediúnica durante o transe. 

A Medicina dos Espíritos 

O Medicina dos Espíritos não tem como finalidade principal e urgente curar as doenças do corpo. O seu objetivo é ensinar, orientar o Espírito, no sentido de libertar-se de seus recalques ou instintos inferiores até alcançar a “saúde moral” da angelitude. 

O alívio, o reajuste físico ou as curas conseguidas por intermédio da faculdade mediúnica têm por objetivo principal sacudir o ateísmo do enfermo, despertando-lhe o entendimento para os ensinamentos da vida espiritual.

A ação do pensamento

O pensamento dá qualidades curativas aos fluidos e transforma o fluido inerte em energia capaz de recompor um tecido doente ou reduzir os males de ordem espiritual que afetam os indivíduos. A mente é fonte de energia curativa ou destruidora

Etapas da assistência espiritual

1) Evangelho-terapia
  Objetiva o autoconhecimento através do estudo e prática do EGV. Visa à transformação moral do indivíduo (reforma íntima).
2) Fluido-terapia
   - Passes, preces, evangelho no lar, atendimento fraterno, água fluidificada.
   - Magnetismo, eteriatria.
3) Terapêutica espiritual  propriamente dita
    - Desobsessão: - Tradicional - Apometria 
    - Orientação espiritual 

Operações Espirituais

A cura através das operações espirituais parece ser recente, especialmente àquelas em que os médiuns utilizam instrumental cirúrgico. Não há registros de fatos dessa natureza do século passado. A principal finalidade da mediunidade de cirurgia é chocar as criaturas não utilizando de modo visível a anestesia e assepsia.

Tratamento à distância

Este processo de cura consiste em reunir, em data, horário e local previamente estabelecido, um grupo de pessoas, em recolhimento e prece, para doarem energias (fluidos) para os necessitados. As energias tenderão a alcançar o seu objetivo, estabelecendo resultados positivos sobre problemas físicos e espirituais. 

A desobsessão 

A ação de um espírito sobre um encarnado, levando-o a praticar atos contrários ao bom senso tem lotado os institutos psiquiátricos. 
Daí a importância de dar à doença e ao doente uma visão nova, indicando quando a doença é causada por espíritos ou quando foi criada pela própria mente da criatura enferma, oferecendo então, o remédio capaz de curar ou aliviar os sofrimentos.

Modo de atuação da espiritualidade

Incursões, em desdobramento provocado, fazem parte do resgate daqueles irmãos sofridos e deformados pela deterioração ocasionada por terem ficado longo tempo sem reencarnar. O magnetismo do orbe vai deteriorando seus perispíritos gradativamente. 
Além do magnetismo normal do perispírito do médium, o ectoplasma abundante exalado pelo duplo etérico contribui para a revitalização e o retorno à forma perispiritual original do atendido.

Há certa complexidade nessas movimentações. Primeiro para preservar a segurança da instrumentação mediúnica, pois se trata de um trabalho assistido de caridade, de interesse altruístico. Segundo, em alguns casos mais difíceis, é necessário desdobrar somente o duplo etérico do medianeiro em decorrência da volumosa quantidade de fluidos animalizados utilizada. 

Trabalhamos em grupo visando a segurança de todos.  Há vários técnicos, cada um dentro de sua especialidade. Os índios peles-vermelhas oferecem apoio e retaguarda nessas verdadeiras batalhas astrais do bem contra o mal. Trabalham incessantemente na caridade, seja na manipulação de outros fluidos curativos, que são agregados ao fluido animal do médium, seja na movimentação de verdadeiras falanges que vão à frente "abrindo os caminhos". 

Nos trabalhos direcionados ao desmanche e varredura energética das bases dos magos negros, que, utilizam-se de aparatos tecnológicos desconhecidos e escravizam os irmãos deformados, potencializa-se a substância ectoplásmica, deslocando-a aos lugares onde está a origem dos instrumentos de magia negra, objetos vibratoriamente magnetizados e que captam a frequência vibratória do alvo visado (geralmente  encarnados), então desmagnetiza-se, neutraliza-se e desmancham-se essas aparelhagens, em verdadeiras tempestades astrais, que vão varrendo e higienizando esses laboratórios do mal.

Na cura aos encarnados, utilizam-se os recursos ectoplásmicos para a materialização e desmaterialização de tecidos humanos. As energias fluídicas manipuladas do ectoplasma do médium e da natureza são usadas em um processo de desintegração atômica das células doentes e a imediata reintegração de células sadias na área afetada. Com o magnetismo, afrouxam-se os laços que mantêm coesa a estrutura molecular original das células doentes, como se essa massa compactada se expandisse e retornasse ao fluido cósmico universal, já que nada se perde no Cosmo, tudo se transmuta.


Formas adotadas pela espiritualidade 

A figura dos pretos-velhos se apresenta praticamente em todas as frentes de manifestações mediúnicas de vossa pátria. Aqui ele conforta o aflito com seu rosário na mão, lá com suas benzeduras renova as forças dos desenganados pela medicina, ali acalma o marido traído querendo se vingar da esposa, lembrando-o de Jesus e de seu exemplo diante da mulher adúltera, acolá “expulsa” um obsessor com suas cachimbadas e em prece reforça a necessidade de perdão para a verdadeira libertação. Seja no centro espírita, no terreiro de umbanda, no grupo de apometria ou no barracão das “nações” (nação africana – é uma denominação usual de terreiros de candomblé e assemelhados, no Sul do Brasil, notadamente no RS). Sempre tem um preto velho trazendo seus ensinamentos e sabedoria milenar. Para ele, não importa a denominação da agremiação terrena e sim a oportunidade de levar a mensagem evangelizadora de Jesus.


BIBLIOGRAFIA
- Fragmentos do Preâmbulo de Pai Tomé/Ramatis/ Norberto Peixoto. Do livro Aos Pés do Preto Velho. Editora do Conhecimento.
- Mediunidade de Cura. Ramatiz/Hercílio Maes. Editora do Conhecimento.
- Chama Crística. Ramatiz/ Norberto Peixoto. Editora do Conhecimento.
- Os Mensageiros, Evolução em Dois Mundos. André Luiz/Xico Xavier.
- Operações Espirituais. Urbano Pereira
- Assistência Espiritual. Moacyr Petrone.
- Medicina Espiritual. Ismael Alonso/ João Berbel. Editora DPL.
- Mediunidade.  J Herculano Pires.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics