CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


domingo, 21 de outubro de 2012

As comunidades religiosas no Espaço

"...somos todos irmãos, ligados numa mesma essência divina. O Deus de um é o Deus de todos. O Deus que muitos pensam ter encontrado, se instiga ações sectárias e de intolerância religiosa, é um falso Deus. O Deus Cósmico que preenche a vacuidade de cada um de nós se expressa de diferentes formas e é pleno amor e união, provindos de uma mesma essência divinizadora. Quando todos realizarem Deus dentro de si, não precisará haver mais religiões na Terra e haverá uma perene paz planetária."      

        Muito dos espíritos desencarnados ainda professam ou têm simpatia por esta ou aquela religião, no Espaço. Um número ainda expressivo de consciências aprisionadas nas regiões vibratórias mais próximas da crosta exercitam suas crenças muitas vezes até de forma sectária e fanática. Reúnem-se em pequenas cidades do lado de cá, irmanados por sentimentos afins com uma mesma religião.
      Assim, existem comunidades católicas, protestantes, pentecostais, muçulmanas, budistas, hinduístas, candomblecistas, espíritas, umbandistas,...todas como se estivessem com a única verdade, uma não percebendo a outra, na diversidade de formas astrais que as tangenciam.  Esses aglomerados de consciências se reúnem por benevolência do Pai, que permite, através de suas sábias leis, que elas fiquem juntas numa mesma fé e crença em faixa mental de sintonia que as imanta e aglutina. Alimentam-se e mantêm-se pela emanação mental dos humanos da crosta e enquanto não se alterar esse estado de simbiose e atavismo das religiões, continuarão muitas dessas comunidades do Além e da Terra iludidas frente às verdades universais. Por isso o valor da pedagogia cósmica do Evangelho, libertadora, para a qual a umbanda contribui significativamente pela sua essência universalista crística, reunindo todas as diferenças de fé e crença num mesmo ideal benfeitor ecumênico, com Jesus. Precisamos ter muita calma e confiança no amparo maior; em nenhum momento uma ovelha do Pai ficará desamparada.

           Esses que brigam em nome das religiões como se cada uma tivesse um Deus mais verdadeiro que a outra, se afastam d’Ele, o Criador, eis que a Suprema Mente Universal não se encontra em contendas, e estes que se realizam cegamente maltratando o outro irmão por diferenças de crença religiosa se afastam do verdadeiro sentido da religação com o principio gerador e mantenedor da vida, o Pai único.
         Por isso, meu filho, somos todos irmãos, ligados numa mesma essência divina. O Deus de um é o Deus de todos. O Deus que muitos pensam ter encontrado, se instiga ações sectárias e de intolerância religiosa, é um falso Deus. O Deus Cósmico que preenche a vacuidade de cada um de nós se expressa de diferentes formas e é pleno amor e união, provindos de uma mesma essência divinizadora. Quando todos realizarem Deus dentro de si, não precisará haver mais religiões na Terra e haverá uma perene paz planetária.

Do livro "Aos Pés do Preto Velho" - Ramatís e Pai Tomé
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics