quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Um Mestre Ascenso baixou no terreiro?!?



Mestres ascencionados (Mestres Ascensos) ou avataras (do sânscrito avatara, que significa “descida”; de avatarati, “ele desce”; de ava, “longe” + tarati “ele atravessa”) é um termo esotérico que define um grupo de seres que alcançaram grande evolução espiritual, após diversas encarnações como seres humanos. 
São chamados de mestres porque orientam espiritualmente os seres que estão em busca de evolução espiritual na Terra; e ascencionados porque já encarnaram e evoluiram hierarquicamente, afastando-se das limitações do plano terreno em direção à Luz, à ascensão espiritual. A ascensão diz respeito à busca de um Amor incondicional pela vida.
Fonte: dicionário Wikipedia

Aquela segunda feira tinha tudo para ser especial. Apesar de não ser dia santo, feriado ou alguma data comemorativa. Apenas um dia de primavera muito quente e abafado, com mostras de que durante a noite cairia o maior toró. 
Mais um dia de atendimento espiritual com apometria, dando ênfase nos transtornos anímico-obsessivos, com as mais diversas patologias, os casos mais estranhos e as dores mais urgentes e inimagináveis, que desfilam ante nossos olhos surpresos. Apesar do estudo constante, da busca de soluções, para compreender, ajudar e aconselhar de modo que os seres encontrem a luz no fim do túnel que cada um cria para si. Do eterno desfile de problemas mais variados possíveis, da complexidade do sentir da alma humana, sempre somos surpreendidos com o inusitado. 
Vale ressaltar que as obsessões, desde as mais simples, como uma aproximação sem maiores interesses a não ser o bem estar que o campo energético do encarnado proporciona aos espíritos necessitados, até as mais complexas, como as fascinações e simbioses, têm sempre a contrapartida dos nossos descuidos, desmandos, caprichos, falta de interesse em compreender as relações com o mundo espiritual.

O médium magista, suas ordens e direitos de trabalho.

      
     Sob muitos aspectos vibratórios, acreditamos que todo médium na Umbanda é, em menor ou maior grau, um mago. Ele ativa e desativa, constantemente, durante as consultas espirituais, os campos de forças dos Orixás, pelas suas rogativas, invocações e evocações. Ampara-os as entidades astrais que o assistem através do mediunismo.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O médium de cura - quais suas particularidades e recursos?


                                


O MÉDIUM DE CURA (Ramatis-Mediunidade de cura Ercilio Maes-ED Conhecimento)

                 Quais suas particularidades e recursos?

Allan Kardec no Livro dos Médiuns, 2.ª parte, cap. XVI, item 189, registra: "Médiuns curadores - Os que têm o poder de curar ou de aliviar os males pela imposição das mãos ou pela prece. Freqüentemente não é mais do que a exaltação da potência magnética, fortalecida em caso de necessidade pelo concurso dos Espíritos bons". 

PARTICULARIDADES e RECURSOS:

A mediunidade de cura ocorre, basicamente, pela doação de fluido, dirigida por um espírito, com resultados mais ou menos rápidos, dependendo da capacidade do médium e do merecimento do paciente.
Fluido: O que distingue um médium curador Nato, dos demais  é a predisposição fluídica especial, que o torna mais eficaz na aplicação do passe.
O médium curador, além do magnetismo próprio, possui a capacidade de captar esses fluidos leves e benignos nas fontes  energéticas da natureza.
A qualidade do fluido emitido pelo médium também interfere no resultado do fenômeno. O fluido da pessoa desregrada não atua tanto quanto o de uma pessoa equilibrada. Alimentação sadia e visível progresso moral ampliam significativamente a capacidade do médium curador.

domingo, 28 de outubro de 2012

Parentela carnal x família espiritual.


"só o amor conhece o que é verdade"
Paulo de tarso

            Prezados irmãos planetários.

         Ontem foi realizado o nono seminário do Triângulo da Fraternidade.

        Em uma tarde noite auspiciosa, tivemos um congraçamento universalista fraternal, estando representado pelos presentes as mais diversas doutrinas, crenças e religiões - a maioria médium trabalhador espírita, umbandista e dos cultos africanistas. Muitos se motivaram a comparecer pelo lançamento do livro AOS PÉS DO PRETO VELHO, comprovando que o preto velho é grande catalizador univérsico do evangelho de Jesus.

       A noite tivemos uma sessão de caridade, momento que nossos tambores rufaram saudando Pai Tomé. Fomos agraciados com uma mensagem psicofônica deste benfeitor espiritual na abertura de nossa engira, oportunidade que a entidade nos falou sobre a grande família fraternal que os reúne no Espaço em prol de Jesus na Terra. Fez-nos refletir sobre a ilusão da parentela cosanguínea e que isto não deve ser motivo de tristeza diante de nossa opção mediúnico-religiosa quando temos parentes de outra opção religiosa contrários no seio da família carnal. Fazemos parte de uma família maior que não tem imposições cármicas de parentelas e um dia estaremos livres das reencarnações retificativas e compreenderemos melhor o amor de Jesus.

     Nosso profundo agradecimento aos benfeitores espirituais, a corrente mediúnica e a todos que compareceram no evento.

       Muita paz, saúde, força e união.

       Norberto Peixoto.

No início das manifestações mediúnicas

         A mediunidade também obedece a um roteiro progressista que se impõe e aperfeiçoa tanto pela experimentação como pelo estudo sensato. Deste modo, é difícil, no princípio de sua manifestação, alcançar-se o êxito e a clareza desejada, pois em sua fase inicial ela se manifesta envolvendo o médium em dúvidas e confusões. E, assim, esse período é propício a que o médium incipiente, pela sua inexperiência e invigilância, incorra na distorção da ética rígida exigida no desempenho de tal função. No entanto, efetivamente, há os que se dizem médiuns, mas que, de fato, são curandeiros mercenários.

Ramatís - Mediunidade de Cura

sábado, 27 de outubro de 2012

Crenças e comportamentos sancionados pela tradição religiosa


      Os exemplos do ministério de Jesus são reiteradas críticas à uma interpretação estreita da lei mosaica, principalmente de seus preceitos de pureza e observância do sábado, como interpretados pelos escribas e fariseus, porque não eram temperados pela compaixão. Aliás, outros profetas da tradição judaica já haviam feito essas mesmas críticas no passado, como os autores de Isaias, Eclesiastes e Jó. Portanto, o comportamento pautado pelos ditames da sabedoria convencional, ou seja, pelos padrões de excelência que guiam a maior parte da sociedade, não eram no tempo de Jesus, e não são nos dias de hoje, garantia de comportamento verdadeiramente espiritual. O homem deve usar o seu discernimento em cada caso, guiando-se pelo coração, ou seja, tendo a compaixão como bússola para nortear sua rota no relacionamento com as pessoas e o mundo.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Seminário: MEDIUNIDADE DE CURA NA ATUALIDADE


Neste sábado, 27 de outubro de 2012.

- o portão de entrada abrirá as 14h00min e só fechará as 18h;
- as inscrições serão no dia e rigorosamente por ordem de chegada;
- 120 vagas.

IMPORTANTE: dia 26/10, sexta-feira, não teremos sessão pública.

* * *

        Uma visão panorâmica das terapias holísticas e técnicas associadas ao mediunismo na atualidade, com o objetivo de se chegar à saúde. Ramatis nos mostra a universalidade dos ensinamentos de Jesus e que somente o amor propicia a cura perene, eis que este sentimento une as consciências separadas por dogmas, senso de superioridade, sectarismos doutrinários e religiosos, reinserindo-as num estado mental receptivo à saúde pela sintonia com a unidade provinda do Criador, o mantenedor do equilíbrio espiritual no Cosmo.

Totalmente gratuito!

Ingresso: 2 quilos de alimento não perecível

Facilitador: Norberto Peixoto

PROGRAMAÇÃO:

15h00min - Prece de abertura


15h 10min. - O médium de cura: quais suas particularidades e recursos?

- Expositor: Roni Marcos - Médium do Triângulo.

15h 40min. - Perguntas


15h 50min. - Novos aspectos da saúde e das enfermidades.

- Expositor: Daisy Mutti Teixeira - Médium do Triângulo.

16h 20min. - Perguntas


16h 30min. - Intervalo


17h 00min. - A assistência terapêutica dos espíritos.

- Expositor: Lizete - Médium do Triângulo.

17h 20min. - Perguntas


17h 30min. - Medicina e terapias complementares.

- Expositor: Denis Schossler - Médium do Triângulo.

17h 50min. - Perguntas


18h 00min. - Intervalo


18h 30min. - Ritual do fogo e sessão de caridade com passes e consultas.


20h e 30min - Encerramento.




DURANTE O EVENTO, SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DE LANÇAMENTOS DA EDITORA DO CONHECIMENTO:



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Ramatís e os Pretos Velhos


Neste vídeo Norberto Peixoto fala da origem da ligação de Ramatís com os Pretos Velhos e faz considerações sobre as tarefas destes espíritos, que assim se apresentam dentro do contexto universalista com o evangelho de Jesus previsto para o Brasil.


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Afinal, quem são os pretos velhos?!


      "São espíritos que venceram a horizontalidade dos fáceis apelos do mundo profano materialista, adotando a verticalidade que o esforço próprio impõe, para alcançar o cume da montanha celestial que a suprema sabedoria à luz do cosmo, propugnada no Evangelho de Jesus, vos reserva."

      Qual a forma espiritual que mais se apresenta no Brasil de intenso mediunismo? 
       Se existe uma forma espiritual que comparece praticamente em todas as  frentes de manifestações mediúnicas de vossa pátria, sem dúvida é a figura do preto velho.
       Aqui ele conforta o aflito com seu rosário na mão, lá com suas benzeduras renova as forças dos desenganados pela medicina, ali acalma o marido traído querendo se vingar da esposa, lembrando-o de Jesus e de seu exemplo diante da mulher adúltera, acolá “expulsa” um obsessor com suas cachimbadas e em prece reforça a necessidade de perdão para a verdadeira libertação. Seja no centro espírita, no terreiro de umbanda, no grupo de apometria ou no barracão das “nações” (1), sempre tem um preto velho trazendo seus ensinamentos e sabedoria milenar. Para ele, não importa a denominação da agremiação terrena e sim a oportunidade de levar a mensagem evangelizadora de Jesus.

(1) “Nação” – leia-se nação africana – é uma denominação usual de terreiros de candomblé e assemelhados, no Sul do Brasil, notadamente no RS.

      Mas afinal, quem são os pretos velhos?
      Em nossas singelas opiniões, os pretos velhos são arautos do Cristo-Jesus, bandeirantes da Boa Nova, exímios pedagogos do Evangelho e preparados psicólogos das almas, atuando em todas as latitudes do mediunismo na Terra a favor da redenção e despertamento crístico da coletividade e dos espíritos humanizados retidos no ciclo retificativo das reencarnações sucessivas, do qual eles,  em sua grande maioria, já se libertaram.

Se a mediunidade, em suas especificidades na Umbanda, é um processo natural, qual o motivo da percussão de atabaques, danças rituais e a entoação de cânticos?


"Mantém-se por tempo adequado essa união de forças dos dois planos vibratórios com a entoação dos pontos cantados, ativando-se o emocional e acalmando o mental consciente do médium, que é “ocupado” pela mente dos espíritos mentores."

PAI VELHO – Meu filho, contempla as rosas no jardim, como crescem. Quem de vós pode, com todos os cuidados, prolongar o ciclo de vida de uma flor sequer? Todavia, se não as regar, elas secarão, morrendo antes do tempo. Existe uma profunda afinidade entre a natureza, as coisas do espírito e a mediunidade. Os elementos de rito citados, quais sejam a percussão de atabaques, danças rituais e a entoação de cânticos, são regatos para o espírito do medianeiro, que o ajudam em sua floração espiritual. Podem ser considerados cuidados supérfluos pelos mais mentalistas, mas os seus ritmos e movimentos estão em harmonia com Deus. As danças rituais criam as condições ideais para essa catarse energética, havendo uma enorme interpenetração das vibrações dos Orixás rebaixadas pelos toques dos atabaques. 

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Posso? Só um golinho!?


             João Tenebrino era um cara muito magro, estatura média, meio avançado na idade e beirando os cinquenta e tantos anos. Gostava duma cachacinha! Mas gostava tanto que bebia todas, quando estava com os amigos ou nas festinhas da família. Tomou tanto que ingeriu as dele e as dos outros. Por isso teve uma cirrose hepática fulminante. Câncer dos brabos segundo ele. Estava condenado pelo médico e podre por dentro. Precisava fazer um tratamento sério e deixar a “mardita” da cachaça de lado. Nunca mais sentir o gostinho delicioso. A bebida descer suave e redonda. A coragem brotar depois do quarto ou quinto copo bem servido. Ficar valente e esquecer toda a miséria da vida. Vida de classe média “c, d", ou seja, lá que letra for... Dançar a noite inteira com todas as mulheres do bailareco e depois desabar. De tanto beber, de tanto brigar, discutir e vencer no braço, quando a noitada estava acabando. Outras vezes cair duro ali mesmo e na maior “manguaça” da paróquia, com todo respeito pelo senhor vigário, que ele merece! Como o médico foi categórico:

domingo, 21 de outubro de 2012

As comunidades religiosas no Espaço

"...somos todos irmãos, ligados numa mesma essência divina. O Deus de um é o Deus de todos. O Deus que muitos pensam ter encontrado, se instiga ações sectárias e de intolerância religiosa, é um falso Deus. O Deus Cósmico que preenche a vacuidade de cada um de nós se expressa de diferentes formas e é pleno amor e união, provindos de uma mesma essência divinizadora. Quando todos realizarem Deus dentro de si, não precisará haver mais religiões na Terra e haverá uma perene paz planetária."      

        Muito dos espíritos desencarnados ainda professam ou têm simpatia por esta ou aquela religião, no Espaço. Um número ainda expressivo de consciências aprisionadas nas regiões vibratórias mais próximas da crosta exercitam suas crenças muitas vezes até de forma sectária e fanática. Reúnem-se em pequenas cidades do lado de cá, irmanados por sentimentos afins com uma mesma religião.
      Assim, existem comunidades católicas, protestantes, pentecostais, muçulmanas, budistas, hinduístas, candomblecistas, espíritas, umbandistas,...todas como se estivessem com a única verdade, uma não percebendo a outra, na diversidade de formas astrais que as tangenciam.  Esses aglomerados de consciências se reúnem por benevolência do Pai, que permite, através de suas sábias leis, que elas fiquem juntas numa mesma fé e crença em faixa mental de sintonia que as imanta e aglutina. Alimentam-se e mantêm-se pela emanação mental dos humanos da crosta e enquanto não se alterar esse estado de simbiose e atavismo das religiões, continuarão muitas dessas comunidades do Além e da Terra iludidas frente às verdades universais. Por isso o valor da pedagogia cósmica do Evangelho, libertadora, para a qual a umbanda contribui significativamente pela sua essência universalista crística, reunindo todas as diferenças de fé e crença num mesmo ideal benfeitor ecumênico, com Jesus. Precisamos ter muita calma e confiança no amparo maior; em nenhum momento uma ovelha do Pai ficará desamparada.

Áudio vídeo "Aos Pés do Preto Velho"

Neste áudio vídeo Norberto Peixoto comenta sobre o livro "Aos Pés do Preto Velho", trazendo considerações sobre este mais novo lançamento:


As comunidades religiosas no Espaço
O aprisionamento psíquico de espíritos em bolsões no astral inferior
A mitologia dos orixás e a evolução dos guias espirituais
Elucidando a fisiologia da glândula pineal e a mediunidade de terreiro
Fascinações coletivas nos momentos críticos da transição planetária
Remoções das comunidades rebeladas no umbral





sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O que acontece no momento da consulta espiritual com o médium “incorporado” num guia?


"Infelizmente, nem todos os médiuns chegam ao templo umbandista imbuídos do ideal de doação, esquecendo-se de suas mazelas, ressentimentos e pequenas lamurias do dia a dia. Em verdade, o que é mais importante para nós, amigos benfeitores, é que os nossos aparelhos esqueçam-se e elevem os pensamentos ao Pai, entregando-se com amor nas tarefas mediúnicas. Se todos conseguissem isto por algumas horas, uma vez por semana, facilitariam enormemente os nossos labores espirituais."
Pergunta - O que acontece no momento da consulta espiritual com o médium “incorporado” num guia?
PAI VELHO – Não vamos nos fixar na mecânica da incorporação para tentarmos nos fazer entender aos filhos da Terra. Muitos outros abalizados autores já explicaram detalhadamente a importância do médium estar bem preparado, com seus chacras equilibrados e alinhados para vibrarem na mesma freqüência vibratória das entidades do lado de cá.
    Primeiramente é fundamental desmistificarmos o que seja “incorporação”, pois nos é triste vermos medianeiros despreparados omitindo sua consciência e dissimulando para os consulentes, dizendo que são inconscientes. Em verdade, não reencarnam mais médiuns totalmente inconscientes e prepondera no mediunismo umbandista nos dias atuais a chamada “incorporação” pela irradiação intuitiva. O aparelho mediúnico sente as vibrações, percebe os seus guias, mas fica plenamente desperto e consciente do que se passa pela sua mente. Daí a importância do estudo, que dará a educação e o autoconhecimento necessários para que os sensitivos sejam bons receptores dos guias emissores do plano espiritual. 

Empreendimentos de libertação espiritual


                 Jesus foi pobre e crucificado injustamente, mas não era merecedor de qualquer reajuste cármico; Buda, príncipe afortunado na corte de Kapilavastu, tornou-se um iluminado depois de trocar as vestes recamadas de pedras preciosas pelo traje de estame do pária hindu; Ramakrisna, filósofo de elevada categoria espiritual, mal sabia soletrar; Ramana Maharishi, cujos discípulos se extasiavam ao simples contacto de sua aura espiritual, vestia simples túnica de algodão apenas para cobrir-lhe os rins; Gandhi libertou a Índia, porém deixou de herança apenas um par de tamancos, um par de óculos e uma concha em que se alimentava. Pedro, o apóstolo, nasceu em humilde cabana de pescadores; Paulo de Tarso, o apóstolo dos gentios, consagrou-se no serviço do Cristo depois de trocar as gloríolas acadêmicas pelo traje pobre de tecelão.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Consulentes desequilibrados com inconsciência

Segue transcrito cláusula 60 do nosso Regimento Interno:

"Somos um templo religioso legalmente constituído. Como reza o código civil, que regulamenta nossas atividades, não concorremos com a medicina e não suprimos atendimentos médicos-psiquiátricos. Sendo assim, em se tratando de consulentes que estejam desequilibrados, com perda da consciência, cognição embotada e parte psicomotora prejudicada, sem a condição de por sua vontade própria adentrarem em nosso abaçá (congá), é TERMINANTEMENTE PROIBIDO a todos os membros da corrente do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, quaisquer atendimentos de cunho mediúnico-espiritual a estas pessoas desequilibradas. A orientação que devemos nos pautar é chamarmos os familiares e esclarecê-los fraternalmente que não podemos suprir a medicina oficial e que para termos condição de praticarmos a caridade o sujeito deve ter condição consciente para isto, de receber um passe ou uma orientação. A responsabilidade é de cada um e, na ausência de sua consciência, dos familiares, que devem procurar auxilio médico terreno."

Cidade dos anjos 2

                 Os pais umbandistas, estudiosos e praticantes pediram com todo fervor ajuda aos amigos Exus e a seus Guias. E de pronto, ao olhar pela fresta da veneziana o pai que tinha vidência viu o Exu guardião da casa frente ao portão junto com uma falange de guerreiros de Ogum prontos para defender o lar. Entretanto dentro do quarto, Larissa levantou repentinamente e com uma voz rouca e transfigurada falou para os pais que boquiabertos assistiam imóveis, em choque:
_ Porque estão aqui? Deixem Larissa em paz! Ela é minha noiva! Temos filhos e moramos na Cidade dos Anjos!
     - Sou o anjo Nachlachtanaelle! Ninguém pode nos separar! Ordeno que se retirem! Logo estaremos unidos para sempre! Saiam!
Dito isto um vento frio perpassou o quarto e Larissa caiu desfalecida sobre o leito! Pai e mãe correram para ajudar a reanimar a filha e abraçados, consternados, chorando, imploraram ajuda. E como as orações com boas intenções são sempre ouvidas, foram intuídos a buscar ajuda na casa de umbanda com um grupo que trabalhava com distúrbios anímico-obsessivos, com amor e respeito por todos os seres. Obedecendo a Lei maior sob a égide de Xangô, senhor da justiça. Com proteção de OGUM e suas falanges. 
No dia marcado para o atendimento Larissa mais os pais compareceram. E por ser menor de idade foi acompanhada pela mãe, relatando o que segue:

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Cidade dos anjos 1

                Larissa... Garota alta, magra, bonita. Cabelos castanhos ondulados... E olhos grandes. Amendoados e tristes... Tristeza brotando da alma. Derramando solidão por todos os poros... Apesar de fazer parte de uma família com pai, mãe e irmão caçula. Tão caçula que a diferença entre eles era dez (10) anos.  E Larissa após voltar da escola pela manhã, tomava conta do irmão, enquanto a mãe trabalhava à tarde e a noite.  Quando o pai retornava a noitinha ajudava a garota a cuidar do moleque.
Deste modo a vida de Larissa de resumia em frequentar a escola, estudar, fazer os trabalhos junto com os colegas quando necessário, eventualmente passear com as primas ou amigas. Amigas mesmo apenas Gloria e Maísa, porque moravam perto e estudavam na mesma classe. Eram da mesma idade. Repartiam entre si os sonhos de adolescentes, porque os pais nem tinham tempo para conversar ou reparar se a garota tinha necessidade de conversar, se abrir, falar sobre suas dúvidas, encantos ou desencantos.

sábado, 13 de outubro de 2012

Assistência terapêutica dos espíritos x medicina da Terra.


       Desde que a medicina acadêmica ainda não consegue curar todas as enfermidades do corpo físico e se mostra incapacitada para solucionar as doenças psíquicas de origem obsessiva, é evidente que os médicos não podem censurar os esforços do curandeirismo mediúnico, que tenta suprir as próprias deficiências médicas no tratamento das moléstias espirituais. A medicina oficial, malgrado o seu protesto à intrusão do médium ou do curandeiro na sua área profissional, fracassa diante dos casos de obsessões, quando pretende tratá-los de modo diferente da técnica tradicional adotada pelos espíritas e médiuns.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Elemental virulento no perispírito

            Repetimos: a recidiva cancerosa só ocorre quando ainda continua a circular o elemental virulento no perispírito do operado e capaz de nutrir nova tumoração. Quando o cirurgião opera, apenas elimina o “ponto de apoio” físico em que se firmava sub-repticiamente o “miasma” invisível e responsável pela desarmonia na base coesiva das células, porquanto é perfeitamente lógico que os ferros cirúrgicos não podem exterminar o processo mórbido do perispírito. Porventura, deve-se considerar esgotada a água de um reservatório, só porque se retira dele um vasilhame cheio de líquido? E fora de dúvida que, aberta novamente a torneira, o líquido há de extravasar. Em analogia rudimentar, poderíamos dizer-vos que a simples extirpação dos tumores cancerígenos não significa a retirada do último balde de água do reservatório mórbido do perispírito, motivo pelo qual a mutilação cirúrgica não proporciona a cura definitiva do enfermo.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Crianças na apometria - formação da tela etérica (búdica)

      Prezados irmãos planetários,

     Sabemos que o processo de reencarnação termina por volta de 7 anos de idade. Ao término deste período, os chacras e plexos nervosos estão formados e o espírito reencarnante perfeitamente acoplado. Forma-se o "ovo áurico" que é uma espécie de esfera de proteção contra o Baixo Astral. Aos sete anos se consolida o que os ocultistas denominam de tela etérica, uma malha de proteção entre o duplo etéreo e o perispírito do reencarnado. 

     Conforme orientação espiritual recebida, por motivo de segurança mediúnica nos trabalhos de anti-goécia e apometria nas segundas-feiras, certamente atendimentos de uma complexidade que fogem ao nosso alcance de compreensão, não é mais  permitido a permanência de crianças de até 07 anos durante os atendimentos individuais presenciais. Ou seja, somente crianças a partir de 08 anos poderão permanecer como acompanhantes após iniciarem os trabalhos práticos, ou serem atendidas presencialmente. Crianças menores de 08 anos que precisarem de atendimento somente a distância com o pai ou a mãe presente fazendo a ponte vibratória.

       Cuidemos dos pequeninos!!!

       Contamos com a compreensão de todos!!!

Atitude do médium diante seus serviços mediúnicos


           Quando o médium tem realmente consciência de ser um espírito endividado, em processo de retificação espiritual ou resgate cármico, ele nunca espera qualquer pagamento ou compensação pelos seus serviços mediúnicos. Embora claudiquem os seus interesses no seio da família e deve ele prestar socorro aos infelizes que lhe batem à porta, rejubila-se sempre pelo feliz ensejo de sua redenção espiritual, certo de que não se trata de alguma injustiça de Deus, mas de que é a Lei que exige prestação de serviços maiores devido às suas negligências pretéritas.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O médium enfermo


       Em verdade, não devemos esquecer que muitas criaturas cuja saúde física é exuberante não passam de espíritos gravemente enfermos. No entanto, outras que a Medicina já condenou por fisicamente incuráveis, além do seu louvável otimismo construtivo são capazes de mobilizar as forças ocultas do espírito para amparar os sadios de corpo. Há leitos de sofrimento que se transformam na tribuna de estímulo e do estoicismo espiritual, pois conseguem reanimar os visitantes saudáveis de corpo, mas ainda doentes da alma. Nesse caso os papéis se invertem, pois os enfermos da carne passam a doutrinar os doentes do espírito porquanto, se a tuberculose, a lepra, o câncer, o pênfigo ou o diabetes são doenças da carne, a crueldade, a ambição, a avareza, o ódio, o orgulho ou ciúme são moléstias da alma.

domingo, 7 de outubro de 2012

A verdadeira causa das moléstias

        A verdadeira causa das moléstias germina no desequilíbrio psíquico, quando a mente se subverte e acelera a dinâmica perigosa das paixões brutais. Então produzem-se os tóxicos nocivos que depois afetam a força vital etérica e alimentam os vírus invisíveis do mundo astral, fazendo-os baixar vibratoriamente até à organização carnal. Ante a desarmonia vital provocada pelo descenso dos venenos psíquicos oriundos da mente desgovernada, o organismo fica incapacitado para impedir a proliferação microbiana perigosa, assim como seria impossível suster-se uma avalancha líquida desenfreada, depois que se rompessem as comportas de uma represa. Aliás, muitos cientistas terrenos já concluem, sensatamente, que “os micróbios acompanham mas não causam a doença”

Ramatís - Fisiologia da Alma.

sábado, 6 de outubro de 2012

Que será a fé?


a fé é a substância das coisas esperadas (Hebr. 11:1)


       Acreditam muitos que a fé é uma “virtude” infusa de fora. E é comum ouvirmos: “queria ter fé, e não consigo”. Pensamos que existe ai um equívoco, embora fácil de consertar. Quando tomamos o lápis para anotar um pensamento, só o fazemos porque temos fé no lápis: sabemos que ele escreverá. Quando nos sentamos à mesa para alimentar-nos, fazemo- lo porque temos fé: a comida que ingerimos sustentará nosso organismo físico. Quando entramos numa condução, temos fé: ela nos conduzirá a nosso destino.
Que será então a fé?

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O médium em prova


          O médium em prova na matéria não deve esquecer que a sua faculdade mediúnica é apenas o sagrado ensejo de ele renovar-se espiritualmente; portanto, não deve prestar-se a qualquer especulação mercenária. Se, além de sua função de médium, ele ainda é obrigado a sacrifícios para prover a família debatendo-se mesmo na extrema miséria, não há dúvida de que na existência pregressa tanto fez mau uso do seu poder ou de sua inteligência, como também delinqüiu devido ao mau uso da riqueza. 
            A Lei Cármica, apesar de sua função retificadora, é também de ação educativa, pois não só favorece o espírito para o resgate mais breve dos seus débitos passados, como ainda o situa na carne em condições de evitar-lhe novos desatinos, graças à redução prudente dos seus bens ou poderes materiais no mundo físico. Mercê da bondade do Alto, o espírito endividado recebe o aval da mediunidade para ressarcir-se das culpas pretéritas, mas a sabedoria da Lei ainda o protege no apressamento de sua liquidação cármica, impedindo-o de possuir os mesmos valores de que tanto abusou no passado.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Etnocentrismo é dos espíritas, não do espiritismo!



"Assim, pois, pode-se ser católico, grego ou romano, protestante, judeu ou muçulmano e crer nas manifestações dos Espíritos e, conseqüentemente, ser-se espírita. A prova está em que o Espiritismo tem adeptos em todas as religiões” - ALLAN KARDEC
   
          Conforme o dicionário On Line Wikipédia, “etnocentrismo é um conceito antropológico, que ocorre quando um determinado indivíduo ou grupo de pessoas, que têm os mesmos hábitos e caráter social, discrimina outro, julgando-se melhor, seja pela sua condição social, pelos diferentes hábitos ou manias, ou até mesmo por uma diferente forma de se vestir.”
       “Essa avaliação é, por definição, preconceituosa, feita a partir de um ponto de vista específico. Basicamente, encontramos em tal posicionamento um grupo étnico considerar-se como superior a outro. Do ponto de vista intelectual, etnocentrismo é a dificuldade de pensar a diferença, de ver o mundo com os olhos dos outros.”
        No meio das religiões e das crenças humanas o etnocentrismo se dá quando somos de opinião que a nossa crença, doutrina ou sistema religioso é superior, mais evoluído ou melhor que a dos outros.
         Mas isto ocorre entre nossos irmãos espíritas?

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O passe magnético e a água fluidificada


             O médium, tanto quanto o enfermo, não passam de acumuladores vivos com diferença de carga energética em comum, cujos corpos reduzidos em sua estrutura e espaços interatômicos cabem perfeitamente numa caixa de fósforos. Ao ingerir a água fluidificada, isto é, um conteúdo potencializado de modo incomum no seu energismo, o homem absorve diretamente e em estado de pureza, essa carga de forças vitalizadoras. Mas no caso dos medicamentos fabricados, ele, extraindo deles o "quantum" de energia de que necessita, também absorve desses elementos as impurezas e substâncias tóxicas da sua natural composição química.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics