sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Apelo carinhoso


             Aquele grupo, denominado Caminheiros, constituído de 12 (doze) pessoas, havia se desligado recentemente de uma casa, dita espírita Kardecista. Até aí nada demais, pois cada grupo pode defender seus pontos de vista da forma que achar melhor, trabalhando onde bem entender, a não ser pelo fato de no estatuto da referida casa constar o compromisso de divulgar e levar o conhecimento da codificação Kardecista, a quem dela queira se esclarecer, o que era distorcido por alguns que se diziam apômetras e não espíritas.
Desta forma, como alguns membros da casa disputavam o “poder”, sobre o que não sabemos, pois em matéria de espiritualidade este assunto é um tanto controvertido, sendo muita pretensão, ou ignorância nossa, afirmar categoricamente que os encarnados detêm o poder de comandar os amigos da luz.  Já em relação ao lado das sombras, aqueles que se acham poderosos, normalmente são manipulados sub-repticiamente pelas entidades sombrias para dar vazão aos seus interesses escusos. Enredando-se assim, ambos os lados, encarnados e desencarnados, em conluios difíceis de resolver entre os personagens que ora se encontram aqui ora acolá.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

O curandeiro enviado*


       - Curo a matéria putrefata, destruída pelos abusos que tens praticado. Meu objetivo é que cada um de vós, expostos diante dos fenômenos que não compreendeis, tenhais a fé fortalecida no poder do meu Pai, o Deus único, eis que recomponho as chagas de vossos organismos danificados, mas caberá somente a cada de um de vós as obras que curarão vossos espíritos enfermos, o verdadeiro ente que está doente... Ato contínuo ergue as mãos e olhando para o Alto -  os que estavam neste encontro puderam ver com assombro - as pústulas putrefatas de todo o corpo do homem pedinte que bradava com os braços erguidos foram imediatamente recompostas.        

          Na entrada da cidade o aguardava uma multidão de desafortunados composta de enfermos das mais variadas etiologias. Eram mancos, leprosos, paralíticos, cegos e muitos outros, enraivecidos, gemiam com a dor pungente enraizada nos desgraçados que escoam para o corpo físico suas mazelas para esterilizar as nódoas que traziam em seus espíritos.
         Em meio à multidão combalida, um pobre homem abria os braços e erguia-os ao alto mostrando as mãos corroídas por repugnante putrefação que se espargia por todo o seu corpo físico – um andrajo rastejante. Somente seus expressivos olhos não tinham sido corroídos pelas chagas nauseabundas. Esperava àquele que se dizia o Enviado, e que tinha fama de curandeiro. 
           Num dado momento aumenta o tumulto e os alaridos dos rastejantes, que gritavam pedindo misericórdia, eis que se aproximava Ele, aquele que curava os corpos em nome do Pai, para que revigorados na matéria tivessem mais uma oportunidade de renovação do espírito, o verdadeiro doente e que só podia ser curado de fato pela mudança de consciência daquelas criaturas ainda ignorantes do Reino dos Céus.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Proibição de manifestar os Guias Espirituais


         "...incorporam seus guias, dançam e se movimentam ao som candente dos atabaques, se emocionam com o canto que os toca no fundo da alma, ficam de olhos marejados com o cheiro das ervas, disparam-se-lhes os batimentos cardíacos diante da exposição às essências odoríficas da defumação, e assim aliviam o psiquismo oprimido pela proibição imposta as suas naturezas mediúnicas. Retornam aos seus labores espiritistas aliviados." 

       O Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade é uma organização religiosa, que objetiva despertar a religiosidade nas consciências, num processo de religação com o Divino, com o Cristo Interno de cada ser, libertando-os dos dogmas, crenças cegas e submissões escravizantes às hierarquias sacerdotais dominadoras, tão comuns nas religiões vigentes. Numa proposta de Umbanda espiritualista universalista crística, eclética e convergente, agregamos elementos de ritos e práticas litúrgicas desde o espiritismo kardecista, com palestras doutrinárias antecedendo nossas sessões, até os Orixás nagôs, africanos, dispostos na entrada do nosso abacá – terreiro. 
        O espírita chega a nossa casa para assistir a preleção e tomar um passe, o africanista nos procura para escutar o som dos atabaques e dar sua incorporada com o toque e canto peculiares ao seu Orixá de fé durante nossas engiras. Entre um extremo a outro temos uma diversidade elástica de egos que frequentam nosso templo umbandístico. É um público frequentador diversificado, e convergem para nosso templo multifacetadas individualidades que almejam o bem estar e a paz espiritual. Grande parte de nossos frequentadores são espíritas trabalhadores de centros espíritas. Obvio não?!  Mas qual o motivo que os fazem frequentar um templo de Umbanda? 

O feitiço ante os tempos modernos

          PERGUNTA: - O feitiço tende a se extinguir, na atualidade?
RAMATÍS: - Porventura, tendem a extinguir-se, também, o ódio, o ciúme, a raiva, malícia, inveja, hipocrisia, maldade, luxúria, avareza, traição, violência, corrupção política e administrativa, prostituição, miséria, delinqüência juvenil, os vícios de entorpecentes, alcoólicos e o fumo; as guerras fratricidas, os genocídios, as aberrações sexuais, o comércio médico da dor e a indústria da cirurgia mutilante, o abandono de menores, o aborto organizado, os vendilhões da imprensa, as pilhagens dos "trustes", as traições conjugais, os matadouros sangrentos, as guerras cruentas e o carnivorismo famélico?  Que é o feitiço senão um acontecimento proveniente de tudo isso?

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Qual religião tem a verdade?

     "...não vos preocupeis em nos situarem neste ou naquele postulado religioso ou filosófico; preferimos, antes, a condição singela de noticiarista sem compromisso dogmático." Ramatís.

     Não procuramos classificação em nenhuma doutrina, mas a compreensão daqueles que consideram as seitas religiosas como verrugas no corpo do Cristo. Nossos propósitos objetivam a aproximação crística entre os valores doutrinários de todos os espiritualistas de boa-vontade. O Cristo é um estado pleno de amor e de associação divina; é radiosa fisionomia espiritual destituída de rugas sectárias. É princípio de nutrição cósmica para todas as almas, amor entre os seres e coesão entre os astros. A verdade crística não pode ser segregada por ninguém; é um estado permanente de procura e de ansiedade espiritual, bem distante dos invólucros estandardizados. Qualquer sistema ou seita religiosa que se considere o melhor pesquisador da Verdade é apenas mais um concorrente presunçoso entre os milhares de credos isolacionistas do mundo.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Exclusividade doutrinária e as teimosias sectárias

"...não carecermos assumir responsabilidade doutrinária exclusivamente kardecista ou, isoladamente, em outra nobre instituição, porquanto esse exclusivismo de modo algum ampliaria as nossas idéias. Estas justificar-se-ão por si mesmas, independentemente de qualquer particularismo redutivo. " Ramatís      

     Apenas evitamos a exclusividade que exalta os caprichos e as teimosias sectaristas e contraria o dinamismo da vida espiritual. É de senso comum que mediunismo difere muito de espiritismo; o primeiro é uma faculdade independente de doutrinas ou de religião; o segundo, doutrina codificada por Allan Kardec, cuja finalidade é a libertação do homem dos dogmas asfixiantes. O Espiritismo é o conjunto de leis morais que disciplina as relações desse mediunismo entre o plano visível e o invisível e coordena também o progresso espiritual dos seus adeptos. Os fenômenos mediúnicos começaram a ocorrer muito antes da doutrina espírita e podem se suceder independentemente de sua existência.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Mundo de regeneração - as rosas no lodo putrefato não perdem seu perfume original


“Assim como o espiritualista impaciente roga que venha logo a transição planetária para ter um mundo melhor a sua volta e não mais se apoquentar com seus pares incômodos, "joios" a serem separados, o materialista tem ânsia de conforto, de finas comidas, de bebidas em abundância, de festas e banquetes, de orgias e uniões de corpos. Eis os sonhos que os igualam e os fazem cegos.”
"Não sentir, não compartilhar, não chorar, não se compadecer e nem tomar parte das dores e sofrimentos alheios, é endurecer o coração e se afastar da direita de Jesus. Certo que dos corações petrificados dos espiritualistas ansiosos pelo mundo de regeneração ou dos materialistas gozosos não brotará a água viva da consolação." 
Exu Tiriri Rei das Encruzilhadas.

      Nossos espíritos saem da letargia existencial e obtém o despertamento crístico desde o instante que compreendemos o amor de Jesus pela humanidade e somos comovidos, passamos a amá-lo e a ter semelhante sentimento amoroso pelos nossos irmãos de senda evolutiva. Ou seja, intelectualizar o evangelho como a maioria faz não cristifica o ser se não for acompanhado do sentimento sincero - amor verdadeiramente sentido e que não impõe condições. Como mago e cabalista, estudioso espiritualista, venerável mestre ocultista e exímio feiticeiro que fui no passado, a ciência me ensinou a ver as estrelas e a prever o futuro pela posição dos astros na abóbada celeste, mas não a entender as profundezas do coração humano. Acima de toda a sabedoria oculta estão as criancinhas quando nos abraçam ternamente e dizem: “tio, dê-me um beijo porque lhe quero muito”. É preciso se trabalhar para que os povos da crosta à semelhança dos pequeninos abracem a doutrina libertadora do amor incondicional. Há que se ter fome do pão da alma! Há que se ter sede de espírito! Há que se ter igualdade, para não mais gemerdes na escravidão de vós mesmos que impõem as diferenças que separam!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Influência negativa do Pai ou Mãe de Santé sobre seus iniciados - A Mão de Vumi ou de Defé.


      A Mão de Vumi ou Mão de Defé é a influência espirítico-mediúnico ne­gativa do Pai ou Mãe de Santé sobre um filho ou filha de santo que foram iniciados por eles e que permanecem sobre os mesmos, após o desencarne desse Pai ou Mãe de Santé.
      Essa Mão de Vumi nada mais é que o entre­laçamento espirítico-mediúnico deste filho ou filha de santo às más ações espirituais do dito Pai ou Mãe de Santé, quan­do os mes­mos estavam encarnados (esse Pai ou Mãe de Santé). Tem como ações negativas as práticas de rituais para a destruição de alguém, magia negra para separações de casais, desempregos, que­das morais etc., ficando assim os participantes de tais rituais presos, como devedores que são, às falanges negras evocadas para a execução de tais trabalhos, essa é a Lei.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Surpresa - era o marido!!!


                As noites de quarta-feira na casa espírita, eram dedicadas ao trabalho de palestras desobsessivas no salão principal, e ao atendimento fraterno e de saúde, nas cabines que ficavam em um corredor lateral ao salão.  O salão com aproximadamente 150 lugares estava lotado e o palestrante da noite se esforçava para prender a atenção dos presentes que por natureza do próprio trabalho se apresentavam agitados e inquietos.  Os atendimentos feitos nas cabines apresentava sempre agenda cheia e o numero de pessoas atendidas por cada uma delas nunca era inferior a 12 pessoas, e as cabines em torno de 10. Interessante observar que a espiritualidade sabiamente, reúne para os atendimentos do dia as pessoas que apresentam os mesmos problemas, e a equipe espiritual que vem dar suporte ao trabalho, constitui-se de especialistas naquela área específica, além naturalmente dos trabalhadores que fazem parte da equipe fixa, do lado lá da matéria.
Marina, espírita praticante e estudiosa do assunto, há uns 10 anos, coordenava  uma equipe de atendimento de cabine, como popularmente era chamado pelos frequentadores da casa. Junto com ela mais três trabalhadores, ajudavam nos afazeres e se desdobravam para atender a todos sem distinção,  absorvendo para suas vidas as lições que passavam diante de seus olhos.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Vícios anímicos dos médiuns


       Certos vícios anímicos propagam-se por vários médiuns, que na fase do seu desenvolvimento os copiaram do médium principal da instituição espírita onde iniciaram seus primeiros passos para o despertamento de sua faculdade. Trata-se, neste caso, de um animismo coletivo, próprio de determinados trabalhos espíritas doutrinários ou mediúnicos ainda incipientes. 
        Quando os candidatos a médiuns têm a sorte de se colocar sob a direção de outros médiuns estudiosos, sensatos e avessos às fórmulas, aos símbolos, às chaves ou ao fraseado pomposo, eles também desenvolvem sua faculdade sem as excrescências anímicas que tanto obscurecem ou ridicularizam a prática mediúnica.

sábado, 11 de agosto de 2012

Pai


      "Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo: Que fica humilde, quando poderia se exaltar; Que, com o coração dilacerado, se  embrutece para se impor como um juiz inflexível; Que, na  ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos  correta; Que quase sempre, é chamado de desatualizado; Que apenas  fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor;   Que esta sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar  uma atitude benfazeja que possa ser imitada;  Que, vibra, se emociona e  se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama. Esse homem geralmente, se  agiganta e passa a ser O valor inexorável quando deixa de existir.  Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade  àquele que é seu melhor amigo, apesar de qualquer outra coisa:  SEU PAI."

Autor desconhecido.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

O enredo de Pedrinho da praia - Erê de Ogum!?

        Ele nasceu mestiço logo após a decretação da Lei Áurea - libertação dos escravos. Filho bastardo de um português abastado, atacadista e importador de bacalhau bem sucedido estabelecido no Rio de Janeiro. Sua mãe, negra filha de africanos que vieram para o Brasil escravizados, nasceu na senzala. Exímia cozinheira, trabalhava para o português atacadista e aprendeu com uma luzitana mais velha a arte culinária e dos temperos do além mar. Logo fazia saborosos quitutes de peixes e bacalhoadas que deixavam o patrão em deleite gustativo e com lascívia a olhar suas curvas voluptuosas. Não tardou, era amante do português e se "descuidou" ficando grávida. Para ninguém suspeitar, mandaram-na para o interior do Rio a título de cuidar da mãe adoentada e senil. Quando nasceu o mulatinho, voltou a cidade e reassumiu sua função de cozinheira na mansão do fidalgo e rico patrão. Entregou-lhe o filho em segredo e o mesmo prometeu nunca deixar-lhe faltar nada, mas ela teve que jurar que não mais o veria pelo resto da vida para manter em segredo o fato de ser sua amante e mãe de um filho do patrão.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Saúde física e saúde espiritual

           A Administração Sideral classifica como virtudes todos os pensamentos e atos dignos e nobres que o homem pratique; e como pecados, todos os seus pensamentos e atitudes opostas ou contrárias ao bem.
Considerando, então, que, todos os atos têm como causa ou matriz, o pensamento (do espírito), torna-se evidente que os pecadores são enfermos da alma. 2 E, ao contrário do que estabelece a ética da maioria das religiões, as suas transgressões não ofendem a Deus; mas a eles próprios exclusivamente. Sob tal contingência, o organismo carnal que a generosidade do Pai faculta ao espírito para redimir-se, sofre o impacto compulsório de enfermidades cruciantes, pois o corpo humano até mesmo depois de "cadaverizado" é uma espécie de "fio-terra" a descarregar na intimidade da terra a "ganga" de fluidos tóxicos que estava aderi da à contextura delicadíssima do perispírito.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Saudades eternas!? No reino de Omulu.


           Hoje por volta das 16h estive visitando o cemitério municipal São João, aqui em Porto Alegre. Fui agradecer ao Orixá Omulu, em seu ponto de força vibrado, toda a proteção e cobertura espiritual que Ele nos dá, enquanto zelador de uma corrente mediúnica com giras de atendimento semanais na religião Umbanda. Este Orixá fundamenta nossa egrégora em todo o trabalho de desligamento da matéria de espíritos desencarnados e ao mesmo tempo protege os membros de nossa corrente escoando as energias deletérias para a natureza preservando saudável os duplo-etéreos dos medianeiros. Ou seja, resíduos magísticos negativos voltam a mãe terra sob a égide de Omulu renovando-se como tudo que ocorre à natureza.

Ritos de magia cerimonial, evocações e conjuros

                 O conjuro é a imprecação mágica que os feiticeiros fazem, cabalisticamente, a fim de obrigar uma entidade espiritual a manifestar-se para cumprir um serviço ou assumir certa responsabilidade no mundo astral. Isso demonstra a existência de uma certa hierarquia entre os espíritos malévolos, em que os mais poderosos na prática do mal exercem autoridade sobre os de menor capacidade mental. Mas o conjuro também implica uma espécie de obrigação ou "compromisso" entre o evocador e o evocado, pois, satisfeito o pedido ou feito o serviço, o primeiro fica vinculado ao "sócio", para retribuí-lo em vida, ou mesmo depois de desencarnado. Lembra a velha lenda do homem que vende a alma ao Diabo, pois o enfeitiçamento só produz êxito quando consegue a colaboração eficiente e decisiva de espíritos desencarnados e entendidos no assunto.

domingo, 5 de agosto de 2012

O abacate que caiu do pé - oferenda para Oxossi.

       
        Fui caminhar hoje ao final da manhã, na praça Alim Pedro, que fica no Bairro IAPI, em Porto Alegre, cidade em que resido. No entorno da praça, tem muitas árvores frutíferas. Andava eu a respirar o ar gelado propiciado pela manhã invernal gaúcha, temperatura batendo os 12 graus com sensação térmica de 9 e pensava em como Deus é amoroso e fonte de abundância em nossas vidas. Ele que nos dá esta natureza maravilhosa para nosso deleite. Subindo a rua que circunda o parque, chego ao memorial Elis Regina, local muito arborizado no bairro, que é tombado como patrimônio histórico e cultural da cidade. Deparo-me com um abacate no chão caído de frondoso abacateiro. Sua casca tinha sido parcialmente rachada e 5 lindos sabiás laranjeira tentavam rompê-la com seus bicos para comerem a fruta. Fui até o abacate, dividi-o em duas metades e as dispus aos pés do abacateiro, agradecendo a Oxossi a oportunidade de arriar esta oferenda no seu ponto de força vibracional, oferenda que seria alimento para os 5 sabiás laranjeira, que ficaram alegres bicando o abacate e se banqueteando com esta oferta dadivosa da mãe natureza. Voltei para casa feliz e refletindo que a Umbanda é uma louvação a vida, como bem diz a letra de seu hino.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Expurgo de fluídos psíquicos do perispírito

         Embora a tradição católica tenha criado a idéia de um inferno incompatível com a bondade de Deus, mais tarde os próprios autores dessa lenda religiosa amenizaram a punição infernal, criando um purgatório, ou seja, uma estação de fogo expiatório, entre o céu e o inferno. Conforme explicam os dogmas católicos, os pecadores lançados no inferno jamais se livrarão do fogo eterno, enquanto os condenados às chamas do purgatório são mais felizes, pois gozam de "sursis" concedido por Jesus, depois dos insistentes pedidos e apelos de Nossa Senhora, ou então, se libertam mediante o número de missas rezadas na Terra pelos sacerdotes católicos. Enquanto não há nenhuma possibilidade de fuga ou de perdão para o pecador condenado ao fogaréu infernal, as almas do purgatório terminam alcançando o céu assim que cumprirem as penalidades de suas sentenças ou se beneficiarem pela recomendação oficial do Clero do mundo terreno.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Doces enganos


               Ela menina flor, beirando os 15 anos, idade linda em que toda jovem sonha com o rapaz encantado que a fará feliz, ou modernamente, sofrer menos. Ouviu falar que no bairro onde morava havia um templo de umbanda e junto com uma amiga, para dar força, procurou a tal casa, porque tinha urgência em falar com Pai Ambrósio, preto velho, que trabalhava ali e esta noite seria sua grande oportunidade. Seus pais sairiam para jantar com amigos e as garotas aproveitariam para dar uma chegadinha ao tal lugar. Diziam que era muito bom. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics