domingo, 24 de junho de 2012

Como "nascem" os espíritos?


     
        Malgrado as dificuldades tão comuns para o intelecto humano perceber satisfatoriamente o esquema transcendental da vida espiritual, sublime e criativa do Universo, tentaremos expor-vos algo da metamorfose macrocósmica de Deus, no processo inverso da metamorfose microcósmica do homem.
Considerando-se que Deus é o Todo Ilimitado, que interpenetra, coordena e ativa a vida universal, é evidente que esse Psiquismo Cósmico precisa graduar-se em diversas freqüências vibratórias, a fim de poder governar tão eficiente e coerentemente uma galáxia ou constelação de astros, como ajustar-se às necessidades sutis e ínfimas de um simples átomo de hidrogênio.
Sabemos que o elevado potencial da força elétrica original da usina deve ser abrandado ou graduado para menores voltagens através de transformadores apropriados, a fim de acionar desde o avançado parque de uma indústria, como um simples aparelho elétrico doméstico. Assim, o modesto fogareiro que funciona apenas com 110 volts de energia, seria fundido e carbonizado, sob o impacto poderoso e violento de uma carga de 10.000 volts.
Malgrado a singeleza desse exemplo de eletricidade, que deve reduzir a sua voltagem através de transformadores adequados às múltiplas necessidades e capacidades dos mais variados aparelhos e utensílios elétricos, a Mente Universal também exerce a sua ação criativa e aperfeiçoadora através de entidades espirituais, numa ação psíquica "transformativa", que então reduz vibratoriamente a Energia Cósmica Divina até ajustar-se ao consumo modesto de uma vida humana. 5


5 - Todo o nosso esforço nesta explicação é apenas na tentativa dinâmica para desemperrar a mente humana das formas e dos conceitos estratificados da vida física. Supondo-se a caminhada do espírito, numa estrada infinita e eterna, os nossos conceitos, exemplos e descrições só devem ser admitidos como balizas indicativas demarcando o rumo mais certo. (Nota de Ramatís.)


O centro de consciência humana, que se organiza individualmente no seio do Psiquismo Cósmico, constitui-se num campo íntimo, ou na miniatura psíquica do próprio macrocosmo, assim justificando o aforismo de que "o homem foi feito à imagem de Deus". A consciência individual, ainda virgem e ignorante, mas excitada pelo dinamismo centrífugo, promove a sua ascese espiritual desde a transformação do átomo em molécula, da molécula em célula, da célula ao organismo, do organismo animal ao tipo humano e, depois, a metamorfose do homem até a configuração do arcanjo constelar.
Os atributos divinos miniaturizados no espírito do homem despertam e se amplificam à medida que ele desenvolve a sua consciência humana na experiência de mais vida, sabedoria e poder. O homem ainda vive sob os impulsos e as excitações da energia criativa do instinto animal, a qual lhe organiza a vestimenta de carne na face dos orbes físicos. Mas, depois que supera a animalidade, ele se converte num transformador sideral, capaz de absorver certo impacto energético do Psiquismo Cósmico, a fim de também distribuí-lo, gradativamente, na voltagem psíquica adequada à vida dos seres menos evoluídos.


Ramatís - O Evangelho À Luz do Cosmo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics