CALENDÁRIO VERÃO 2018.

ENCERRAMENTO 2017

08/12/17 – 6ª Feira: Sessão Pública.

15/12/17 – 6ª Feira: Última Sessão Pública.

Calendário Verão 2018

Atenção: Janeiro e Fevereiro Sessões Quinzenais!

12/01/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

26/01/18 – 6ª Feira Sessão Pública.

09/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

23/02/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

09/03/18 – 6ª Feira – Sessão Pública.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Trabalho é a dinâmica criadora do próprio Universo e o oposto da inércia

          O trabalho significa, intrinsecamente, apenas ação! E a ação tanto pode ser um esforço criador como destruidor! A mesma atividade de trabalho, que na Terra é motivo de sofrimento e símbolo de escravidão, noutros planetas é considerada ação criadora e ensejo divino para o espírito criar obras fecundas! Enquanto os terrícolas trabalham pela ambiciosa competição de lucros, sacrificando a qualidade de sua ação pelo incessante acúmulo de bens transitórios, noutros mundos os homens exercem o trabalho com absoluto desprendimento pessoal. O trabalho é uma ação manifesta em todos os atos da vida; é a dinâmica criadora do próprio Universo e o oposto da inércia!
Sem dúvida, pode distinguir-se entre o "trabalho-prazer" e o "trabalho-obrigação", pois enquanto o homem ambicioso acha-se explorado pelo trabalho compulsório, que resulte mais benefícios para outrem, há os que se rejubilam pelo ensejo e serviço a favor da comunidade; Há muitos enfermeiros, médicos, freiras, padres, pastores, médiuns, professores, curandeiros e escritores, que se sentem venturosos em trabalhar para servir os seus irmãos da jornada humana. Daí, o motivo por que os malandros e vagabundos fogem do trabalho, pois no seu egotismo de espíritos inferiores e mercenários, eles preferem viver na miséria e na incerteza. em vez de exercerem qualquer atividade benéfica ao próximo. Espécie de parasitas bípedes, eles sugam a seiva da árvore generosa da vida, mas não contribuem em nada para o bem e progresso alheio. Jamais sentem o prazer espiritual de servir o próximo, e não trabalham de espontânea vontade, ao menos para embelezar ou melhorar o próprio mundo onde vivem!
Evidentemente, é infelicidade o "trabalho-escravo", quando a criatura não passa de uma maquinaria humana ou matéria-prima explorada por outros homens ambiciosos e injustos. Mas os homens que conhecem o processo de reencarnação espiritual, sabem que o próprio trabalho escravo é um benefício de reajuste do passado, quando a Lei do Carma corrige o espírito faltoso e o ajusta beneficamente ao conjunto da humanidade.
Investigando-se a história do vosso mundo desde as origens da civilização, verifica-se que o trabalho também evoluiu de acordo com o progresso e a maior consciência espiritual do homem. O trabalho, principalmente na atualidade e no vosso país, malgrado ainda obrigue os homens à escravidão dos horários draconianos, já proporciona concessões liberais como férias, descanso domingueiro remunerado, gratificações, salários extras de fim de ano e a indenização de estabilidade na própria empresa onde trabalham. Nos estabelecimentos fabris e comerciais modernos, o rádio, a televisão e a música ajudam o operário a vencer o seu dia monótono e laborioso, oferecendo-lhe distrações e estímulos agradáveis, que até há pouco tempo eram considerados exageros e absurdos pelos magnatas do mundo! 


Ramatís - A Vida Humana e o Espírito Imortal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics