segunda-feira, 19 de março de 2012

Assistência espiritual para as tarefas mediúnicas

         É evidente que o médium não é apenas uma peça viva mecânica, que deve funcionar inconscientemente durante o seu trabalho de intercâmbio conosco; acima de tudo ele é espírito imortal e senhor da bagagem pregressa que incorporou em vidas anteriores. Tratando-se de criatura de responsabilidade pessoal definida na existência cotidiana, ele também é obrigado a manter o seu lar e cumprir os deveres sociais para com as demais criaturas do mundo físico. Por isso, ele é socorrido e examinado antes de qualquer trabalho medi único, de modo a não comprometer a tarefa coletiva no instante de sua maior necessidade psíquica. No dia do seu trabalho mediúnico, as entidades benfeitoras procuram afastá-lo dos ambientes nocivos, eliminar-lhes os pensamentos grosseiros e aproximá-lo
das criaturas benfeitoras, estimulando-lhe os sentimentos e propósitos espirituais superiores.
        Quando se trata de um médium de bons propósitos e objetivos louváveis, os técnicos do "lado de cá" assistem-lhe tanto ao metabolismo físico como ao equilíbrio da sua natureza psíquica. O seu sistema nervoso recebe o controle médico do Espaço, a fim de funcionar a contento durante a comunicação com o Além; o sistema glandular é examinado e estimulado na produção de hormônios capazes de compensarem o gasto de energias psicofísicas durante a tarefa mediúnica. Aliás, cada célula do homem é um organismo à parte, que exige certo combustível para funcionar a contento; no campo físico pode isso ser compensado com o magnetismo, mas no campo espiritual só o Amor é o alimento eletivo das células da alma.

Ramatís - do livro ELUCIDAÇÕES DO ALÉM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics