quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Pessoas ansiosas são controladoras....

A outra espécie de perda que produz ansiedade é a perda de controle. Seja o poder, o dinheiro, a posição, a influência ou o título o que mais valorizamos, poucos dentre nós parecemos tão infelizes ou desesperados como as pessoas “controladoras” que sentem que estão para perder o controle.
As pessoas que receiam perder o controle são aquelas que fazem questão de estar no controle o tempo todo. Vivem pelas regras. Sentem-se mais à vontade quando conhecem os limites preciosos de uma dada situação. Só conseguem relaxar quando estão seguras de que compreendem como é que tudo se ajusta. Mesmo assim, elas podem estar à procura de coisas que poderiam estar indo mal; inventam, então, rotinas...  fora da rotina, a serem cumpridas para terem certeza de que o que não andou errado até agora, não andará. Quando as coisas começam mesmo a ficar fora de controle, tais pessoas têm a tendência de ficar cada vez mais envolvidas nas regras e detalhes do sistema, e começam a respeitá-los com um ar de permanência ou mesmo, religiosidade. Imbuem-se de uma qualidade ritualística ou mágica num esforço para exorcizarem sua ansiedade. Consideremos uma mulher ou um homem que faz uma lista de compras por colunas, para que elas correspondam às gôndolas do supermercado, que mantém a casa impecável, que paga as contas com a máxima pontualidade, cujo talão de cheques tem os canhotos exatinhos até os mínimos centavos, cujo calendário é planejado com meses de antecipação, com o que até o desconhecido é mantido sob controle. Será que esta pessoa está mesmo com o controle?...

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O exemplo do sublime peregrino


"Num dos momentos mais expressivos de sua vida, quando lhe solicitaram para demonstrar suas creden­ciais superiores de Mestre, eis que ele curvou-se, humilde, e lavou os pés dos seus apóstolos!"

O Universo é regido por leis perfeitas e imutáveis tanto na dinâmica das suas leis físicas como na regência das suas leis morais. Tudo se move num ritmo harmonioso e seguro. Assim, quanto aos Espíritos, na longa caminhada da sua evolução, proporciona-lhes sempre múlti­plas oportunidades ou ensejos de desenvolverem e consolida­rem a sua consciência individual, pois esta é a matriz que lhes estrutura o caráter.
Em tais condições, todos os acontecimentos de grande projeção moral e social, que se processam na face dos pla­netas, estão subordinados a um esquema de absoluta segu­rança previsto pelo Governo Oculto de cada orbe. A conturbação proveniente de surpresas ou imprevistos não existe nas manifestações panorâmicas da Criação cósmica.

O ritualismo para pedir e receber

PERGUNTA: — Qual é o vínculo ou elo entre os concei­tos de "pedi e recebereis" e "buscai e achareis"?
RAMATÍS: — Primeiramente, o homem deve saber o que quer e, depois, buscar o que deseja. No curso dessa ação, observa-se um processo num ritmo coerente e disciplinado; é um desdobramento de premissas, que convergem sensata­mente para a conclusão lógica de "receber" ou "achar". Em tudo o que se sucede na vida, a ordem e o ritmo são partes ou seqüências de qualquer processo, em qualquer plano do mundo material ou do reino divino, a fim de se manter o equilíbrio e a harmonia do Cosmo.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Nível evolutivo!?


Há alguns anos, um aprendiz aproximou-se de seu Mestre e perguntou-lhe:
               - Mestre, gostaria muito de saber: por que razão os seres humanos guerreiam-se e não conseguem entender-se, por mais que apregoem estar buscando a Paz e o entendimento, por mais que apregoem o Amor e por mais que afirmem abominar o Ódio?
                - Essa é uma pergunta muito séria, disse o mestre. Gerações e gerações a têm feito e não conseguiram uma resposta satisfatória, por não se darem conta de que tudo é uma questão de nível evolutivo. A grande maioria da Humanidade do planeta Terra está vivendo atualmente no nível 1. Muitos outros, no nível 2 e alguns outros no nível 3. Essa é a grande maioria. Alguns poucos já conseguiram atingir o nível 4, pouquíssimos o nível 5, raríssimos o nível 6 e somente de mil em mil anos aparece algum que atingiu o nível 7.
               - Mas, Mestre, que níveis são esses?

domingo, 27 de novembro de 2011

Pedir e receber, ou buscar e achar?



PERGUNTA: — Por que Jesus recomenda o "Buscai e achareis", quando, noutro preceito, Ele mesmo assegura que 'pedindo, nós receberemos"? Qual é, enfim, o conceito mais exato? "Pedir e receber, ou buscar e achar'?
RAMATÍS: — Sob o ponto exclusivamente moral, essa dupla conceituação parece algo contraditória e de efeito dou­trinário oposto. Mas, na realidade, há um sentido de discipli­na e ordem nos seus termos, pois, é sempre mais sensato e lógico o homem "pedir" para depois "buscar", como a premis­sa fundamental para se movimentar amparado pela própria Lei Divina. É de senso comum que ninguém parta de modo "ex-abrupto", sem qualquer cogitação mental prévia, para buscar algo ou cumprir certo objetivo. Deve sempre existir um desejo preliminar, uma preferência, ou até simples curiosida­de, como fundamento ou a"motivação"para a criatura mover- se em qualquer busca física, moral ou espiritual. Há de ser um homem alucinado, insensato ou anarquista, quem se atira des­cabeladamente a uma iniciativa, sem qualquer reflexão, moti­vo ou propósito anterior?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Fatos mediúnicos na bíblia

   "Mas eles após a ressurreição do Mestre, achando-se perturbados e espantados, cuidavam que viam algum espírito". 
Evangelho segundo Lucas, capítulo 24, versículo 37, no qual se comprova fenômenos de  vidência pelos apóstolos.

      Embora os acontecimentos mediúnicos descritos na Bíblia estejam velados pelo simbolismo da raça hebraica ou pela poesia religiosa, em verdade, eles são fenômenos mediúnicos tão específicos e positivos quanto aqueles que Allan Kardec e outros autores espíritas enumeraram em seus estudos. Citaremos alguns dos principais fenômenos mediúnicos insertos no Velho e no Novo Testamento, que provam a manifestação da mediunidade naquela época, isentando a doutrina espírita de havê-los inventado para fim doutrinário.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A busca da realidade espiritual

PERGUNTA: — Poderíeis expor-nos algo de uma ação cientifica­ do Cosmo, em paralelo ao conceito do "Buscai e achareis", o qual é especificamente um código moral espiritual?
RAMATIS: — A sugestão imperativa do Cristo através do "Buscai e achareis", embora se refira a uma iniciativa de ordem moral e algo mística do espírito, implica na idéia de "pesquisa", porquanto, "buscar" ou procurar é sempre inves­tigar para encontrar. Assim, a legislação divina preceitua ao espírito encarnado que se movimente, incessantemente, na "busca" de sua própria realidade espiritual, malgrado tam­bém deva atender, disciplinadamente, às exigências justas do seu organismo físico. Além de outras revelações ocultas, que a humanidade terrícola irá identificando, tanto quanto se fizer o desenvolvimento "mental-espiritual" do homem, o conceito do "Buscai e achareis" é uma sequência miniatural da mesma Lei do Universo, que impele toda a criação para o progresso e aperfeiçoamento.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

"Buscai e achareis"

PERGUNTA: — Poderíeis expor-nos algo de uma ação cientifica­ do Cosmo, em paralelo ao conceito do "Buscai e achareis", o qual é especificamente um código moral espiritual?
RAMATIS: — A sugestão imperativa do Cristo através do "Buscai e achareis", embora se refira a uma iniciativa de ordem moral e algo mística do espírito, implica na idéia de "pesquisa", porquanto, "buscar" ou procurar é sempre inves­tigar para encontrar. Assim, a legislação divina preceitua ao espírito encarnado que se movimente, incessantemente, na "busca" de sua própria realidade espiritual, malgrado tam­bém deva atender, disciplinadamente, às exigências justas do seu organismo físico. Além de outras revelações ocultas, que a humanidade terrícola irá identificando, tanto quanto se fizer o desenvolvimento "mental-espiritual" do homem, o conceito do "Buscai e achareis" é uma sequência miniatural da mesma Lei do Universo, que impele toda a criação para o progresso e aperfeiçoamento.

sábado, 19 de novembro de 2011

Livrando-se dos "encostos"...

Por vezes, o pior "encosto" é o encarnado que está ao nosso lado, ao qual não nos afastamos por interesses egoísticos os mais diversos. Esquecemos facilmente que somos os ùnicos  responsáveis pela nossa felicidade ou infelicidade, aqui com os "vivos" ou do lado de lá com os "mortos". Um dia responderemos a um juiz implacável - nossa consciência imortal.



     Muitas criaturas freqüentam os centros espíritas apenas para se livrarem do "encosto" de espíritos atrasados, que lhes tolhem a liberdade de ação e as impedem até de gozar os prazeres mais comuns. Elas se queixam de perseguições invisíveis de "velhos adversários" do passado, mas ignoram que, às vezes, se trata de uma providência salutar adotada pelos seus próprios guias, no sentido de preservá-las de maiores prejuízos. Os espíritos inferiores em serviço voluntário e sob o comando dos seus mentores, praticam os seus "encostos" aplicando fluidos opressivos ou incômodos, que funcionam à guisa de um "freio moderador" sobre os encarnados. Não se trata de qualquer processo obsessivo, mas apenas de uma interferência compulsória sobre os homens imprudentes, que tem como objetivo reduzir suas atividades nocivas.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Socorro nos charcos purgatoriais

PERGUNTA: - Conforme temos lido em certas obras mediúnicas, os bons espíritos sempre procuram livrar dos charcos os pecadores que ali sofrem. Porventura isso não elimina a tese de que os pecadores, com saldo de fluidos tóxicos provindos da Terra, precisam submeter-se ao processo do lodo terapêutico absorvente, para sua purificação? Quer-nos parecer que a sua libertação prematura, dos charcos, dispensa-os de tal necessidade levada ao extremo. Não é assim?
            RAMATÍS: - Os espíritos socorristas só retiram dos charcos purgatoriais os pecadores que já estão condições de uma permanência suportável nos postos e colônias de recuperação perispiritual adjacentes a crosta terráquea. Assim como o homem sujo e encharcado de lama não gozará de conforto entre os lençóis alvos de um leito principesco, os espíritos saturados de venenos perispirituais também não serão venturosos pela sua transferência prematura dos pântanos repugnantes para as regiões paradisíacas!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Os animais ante o Natal!?

Entretecíamos animada conversação, em torno dos abusos da mesa nas comemorações natalinas, com o parecer do grave Jonathan ben Asser, que asseverava a conveniência de ater-se o homem ao sacrifício dos animais apenas quanto ao estrita­mente necessário, quando o velho Ebenezer ben Aquim, orientador de grupos hebraicos do Mundo Espiritual, tomou a palavra e se exprimiu conciso:
—  Talvez não saibam vocês quanto devemos aos bichos na manifestação do Evangelho...
E, ante a nossa curiosidade, narrou, comovido:
—  Há muitos anos, ouvi do rabi Eliúde, que se encontra agora nas esferas superiores, interes­santes minudências em torno do nascimento de Jesus. Contou-nos esse antigo mentor de israelitas desencarnados que a localização de José da Galileia e da companheira nos arredores de Belém de Judá não foi assim tão fácil.
O casal, que se compunha da jovem Maria, to­cada de singular formosura, e do patriarca que a recebera por esposa, em madureza provecta, entrou na cidade quando as ruas e hospedadas se mos­travam repletas.
Os descendentes do ramo de David reuniam-se aos magotes para atender ao recenseamento deter­minado pelo governo de Augusto.
Bronzeados cameleiros do deserto confraterni­zavam com vinhateiros de Gaza, negociantes domi­ciliados em Jerico entendiam-se com mercadores re­sidentes no Egito.
Acompanhados por benemérita legião de Es­píritos sábios e magnânimos, a cuja frente se des­tacava o abnegado Gabriel, que anunciara a Maria a vinda do Senhor, José e a consorte bateram pri­meiramente às portas da estalagem de Abias, filho de Sadoc, que para logo os rechaçou com a nega­tiva; entretanto, pousando os olhos malevolentes na jovem desposada, ensaiou graçola irreverente, o que fez que José, apreensivo, estugasse o passo para diante.
Recorreram aos préstimos de Jorão, usurário que alugava cômodos a forasteiros. O ricaço con­siderou, de imediato, a impossibilidade de acolhê-los, mas, ao examinar a beleza da moça nazarena, chamou à parte o enrugado carpinteiro e indagou se a menina era filha de escravos que se pudesse obter a preço amoedado... José, mais aflito, de­mandou a frente para esbarrar na pensão de Jacob, filho de Josias, antigo estalajadeiro, que declarou impraticável o alojamento dos viajantes; no entan­to, ao fixar-se na recém-chegada, perguntou desabrídamente como é que um varão, assim velho, tinha coragem de exibir uma jovem daquela raridade na praça pública. Deprimido, o ancião diligenciou al­cançar pousada próxima; contudo, as invectivas de Jacob atraíram curiosos e vadios que cercaram o par,  crivando-o de injúrias.
Os recém-vindos de Nazaré, vendo-se alvo de chufas e zombarias, tropeçavam humilhados...
Gabriel, no entanto, recorreu à prece, rogando o Amparo Divino, e diversos emissários do Céu se manifestaram, em nome de Deus, deliberando que a única segurança para o nascimento de Jesus se achava no estábulo, pelo que conduziram José c Maria para a casa rústica dos carneiros e dos bois...
Ebenezer, a seguir, comentou, bem-humorado:
—  Não fossem os anfitriões da estrebaria e talvez a Boa Nova tivesse seu aparecimento re­tardado...
E terminou, inquirindo:
—  Não será isso motivo para que os animais na Terra sejam poupados ao extermínio, pelo me­ nos no dia do Natal?
IRMÃO X

Antologia Mediúnica do Natal, de Chico Xavier e diversos autores espirituais.

Uma Verdade Inconveniente. Até destruirmos o planeta?!


Qual será o motivo que a grande mídia - Globo e outras - não fazem matéria sobre este tema???
Os grandes frigoríficos e abatedouros são anunciantes de peso.
Quantos porcos e perus estão confinados para engorda aguardando o abate de Natal?


Sinopse: Documentário que retrata as conseqüências do consumo da carne principalmente em relação ao meio ambiente, apontando a pecuária como o principal agravante do Aquecimento Global, até mesmo mais responsável pela

devastação ambiental do que todos os meios de transporte do planeta juntos, segundo dados do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas). É uma resposta ao documentário "An Inconvenient Truth" (Uma
Verdade Inconveniente), protagonizado por Al Gore, que trata de muitas causas do Aquecimento Global, mas que deixa a questão da pecuária de lado (por motivos políticos).
Também aborda questões sócio-político-econômicas como a  questão alimentar e surpreende quando prova que a pecuária é  responsável direta pela fome no planeta. Assista e se surpreenda com o que somos capazes de prevenir apenas  transformando nossos hábitos alimentares, mesmo que não
completamente.


terça-feira, 15 de novembro de 2011

Umbanda é religião, portanto tem história - por Alexandre Cumino



Umbanda é religião, portanto tem História !

História se faz com fatos, nem com mitos e muito menos com "achologia".

A Umbanda nasce para o plano material no momento em que é organizado seu ritual e criado o primeiro templo, terreiro ou se preferir Tenda de Umbanda...

A Umbanda não nasce da incorporação de Caboclo e Preto velho... pois isso existia e sempre existiu pois todos somos e sempre fomos médiuns... desde que o mundo é mundo o homem incorpora e se comunica com os espíritos...

Logo a Religião de Umbanda nasce com o primeiro templo fundado por Zélio Fernandino de Moraes... que anuncia incorporado do Caboclo das Sete Encruzilhadas a nova religião... no dia 15 de Novembro de 1908...

E com estas palavras define:

"Umbanda é a manifestação do espirito para a pratica da caridade"

e complementa:

"Com quem sabe mais vamos aprender e a quem sabe menos vamos ensinar...
a ninguém vamos virar as costas..."


Seu Templo se chama Tenda Espirita Nossa Senhora da Piedade...

Existe até hoje e tem sua Neta Lygia Cunha como atual dirigente, em Boca do Mato, Cachoeiras de Macacu - RJ

Isto é historia, agora quem quiser crer em fantasias e outros contos baseados em imaginação e desconhecimento destes fatos que fique a vontade...

Os que creem que Umbanda já existia porque caboclo e preto-velho já incorporavam... então devem crer que catimbo, jurema, pajelança, candomblé de caboclo, cabula, encantaria e outros cultos mediúnicos com caboclo e preto-velho sejam a mesma coisa que Umbanda...

Parecido não é Igual... Umbanda é Unica, com uma diversidade muito menor do que parece ter... É a religião do Caboclo e do Preto-velho falada em língua portuguesa e ritualizada em torno do atendimento caritativo... estruturada em templo que separa consulencia de corpo mediúnico...

São peculiaridades e nuances como estas que definem a unidade da Umbanda em meio ao que se chama de diversidade... quem nem é tão diversa assim, mas que reflete algo comum em religião. São muitos budismos, cristianismo, islamismos, judaísmos... e muitas Umbandas como expressões de uma unica Umbanda...

Parabéns Umbanda

Alexandre Cumino

Desintegração das toxinas psíquicas

Assim como o calor vaporiza as gorduras ou o fogo apura a fusão do ferro para a têmpera do aço, a dor é como a energia que aquece a intimidade do espírito e o ajuda a volatizar as ade­rências ruinosas do seu perispírito. E concentração de forças que desintegram as toxinas psíquicas no seio da alma, e que sob a ação natural do magnetismo do mundo físico transferem-se para a carne, até que a morte do corpo, depois, as deposite na terra do cemitério, através do cadáver em decomposição. E por isso que, em geral, os espíritos desencarnados louvam os seus padecimentos na carne, pois os consideram tão-somente como processo que os ajudou a alijar de si os resíduos deletérios.

Ramatís - Fisiologia da Alma

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Pensamento e saúde

Somos as únicas criaturas na superfície da Terra capazes de transformar nossa biologia por meio do que pensamos e sentimos.  
Nossas células estão constantemente observando nossos pensamentos e sendo modificadas por eles. 
Um ataque de depressão pode arrasar nosso sistema imunológico. Asserenar-se, ao contrário, pode fortificá-lo intensamente.
A alegria e a atividade harmoniosa nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A lembrança de uma situação negativa ou triste libera os mesmos hormônios e substâncias biológicas destrutivas que o stress.

A harmonia do universo

O poder ‘criativo’ da música coloca o som como elemento primordial na criação, preservação e mesmo destruição do Universo.


As leis que regem a música da natureza são as mesmas que regem a nossa própria existência. Os sons advindos de uma placenta, da respiração, das batidas do coração, dos ritmos do pensamento, do caminhar, do canto dos pássaros, das ondas do mar, ou do vento, fazem parte da mesma música: a Sinfonia do Universo, da qual também somos instrumentos, intérpretes e compositores. Em todas as suas dimensões, inclusive nas estruturas corporais, o ser humano comporta-se sistemicamente. Ou seja, os músculos, os órgãos, o pensamento e as sensações e demais ritmos orgânicos interagem uns com os outros e com o mundo, afinando-se de infinitas maneiras numa Dança Cósmica.

sábado, 12 de novembro de 2011

Compartilhando alguns momentos do Amaci

Vídeos do nosso Amaci, ritual realizado hoje pela manhã na Chácara Recanto dos Orixás, em Itapuã-RS:









sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Arrependimentos na hora da morte!?


Bronnie Ware trabalha com pacientes perto do fim da sua vida – pacientes terminais. Neste post, ela escreve sobre os principais arrependimentos que vieram à tona aos seus pacientes em seu leito de morte. Os cincos principais seguem abaixo:

1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida verdadeira para mim, e não a vida que os outros esperavam de mim.
Este foi o arrependimento mais comum. Quando as pessoas percebem que sua vida está quase no fim e olham para trás, é fácil ver como muitos sonhos não foram realizados. A maioria das pessoas não tinham honrado a metade dos seus sonhos e morreram sabendo que era devido às escolhas que fizeram, ou deixaram de fazer.
É muito importante tentar realizar pelo menos alguns de seus sonhos ao longo do caminho. A partir do momento que você perde a sua saúde, é tarde demais. Saúde traz uma liberdade que poucos percebem, até que já a não têm mais.

Falando sobre o Amaci

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Os fenômenos de efeitos físicos


PERGUNTA: - Os fenômenos de efeitos físicos podem manifestar-se sem haver no ambiente o elemento energético denominado ectoplasma?

            RAMATÍS: - A produção de tais fenômenos é possível existindo no ambiente um médium que possua a faculdade de exsudar ectoplasma. Em tais condições, é possível a uma equipe de espíritos desencarnados tecnicamente habilitados, coordenarem e controlarem uma sessão de efeitos físicos, de modo a ser obtido bom êxito nas suas manifestações. Porém, há casos em que o fenômeno se manifesta de modo imprevisto em qualquer local ou ambiente, fazendo-se ouvir risos, vozes, gemidos, deslocamento de objetos, portas ou janelas que se abrem ou fecham e outros efeitos estranhos. Estes casos são os apontados como "assombrações".

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O quanto nossas emoções afetam nossa saúde

A dor de garganta aparece quando não é possível comunicar as aflições e frustrações . Não engula desaforos , mágoas , reclamações . Saiba ter voz , seja uma pessoa assertiva , não precisa brigar ! Aprenda a se comunicar e expressar seus pensamentos de maneira clara e objetiva , sem perder a paciência . Se você viver guardando seus sentimentos e pensamentos , uma hora , uma das duas coisas ocorre : pode ocorrer um problema sério na região da boca e garganta ( saúde ) ou você estoura e diz de uma vez só , tudo o que pensa , com raiva e ressentimentos e acaba magoando todos ao redor . Procure não acumular fatos . Assim que ocorrer algo que te desagrade , você pode chamar a pessoa que o magoou e dizer : eu admiro esta característica sua . Comece sempre com algo positivo daquela pessoa . E quando for " reclamar " de um fato , de uma atitude , não da pessoa . Diga : Não gostei quando você fez isso , pois me senti assim . . . Um bom líder sabe se comunicar . Elogia pessoas em público e crítica fatos em particular .
O resfriado ocorre quando o corpo não chora . Chorar alivia , então chore sempre que sentir vontade . No passado , a pior crença repassada por nossos antepassados era : homem de verdade não chora . Então muitos homens guardaram tão profundamente suas dores e sofrimentos que acabaram cedo com sua saúde e morreram antes do tempo . Precisamos tirar um momento para rir , chorar , brincar , viajar , fazer exercícios físicos , dançar , curtir a vida .
Equilíbrio ! E lembre-se : chorar de vez em quando , é natural , faz bem e só mostra que você tem sensibilidade e não tem medo de mostrar suas emoções .

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O processo mais eficiente para o tratamento da obsessão

PERGUNTA: - Sob a vossa opinião pessoal qual seria o processo mais eficiente para o tratamento da obsessão?
            RAMATÍS: - Os mentores espirituais de alta experimentação sideral acham que só existe uma solução lógica e sensata para esse acontecimento confrangedor: converter simultaneamente o obsessor e o obsidiado aos postulados amorosos do Cristo! Como já disse, pouco adianta afastar espíritos perseguidores e impedi-los de se aproximarem de suas vítimas, pois esse processo, violenta, mas não soluciona a execução da lei de "causa e efeito"; a solução do problema fica em suspenso e, sem ela, a "enfermidade" espiritual voltará da mesma forma como voltam as moscas às feridas logo depois de enxotadas. Em breve, obsidiado e obsessor envolver-se-ão novamente através dos velhos laços do ódio insatisfeito e ainda superexcitados pelo desencarnado, enquanto o perseguido também vibra contra o seu algoz das sombras. A cura requer o desatamento espontâneo das algemas que os prendem há longo tempo, e isso só será possível pela força do perdão e da humildade.

Do livro "A Vida Além da Sepultura"

domingo, 6 de novembro de 2011

Jactância mediúnica


Se aproxima o momento do ritual do Amaci.

É um rito de fortalecimento da mediunidade através da lavagem da cabeça dos médiuns com ervas maceradas, devidamente consagradas e propiciatórias ao fortalecimento do sensitivo.

Estou bastante sensível e com vontade de ficar em silêncio. Se pudesse, tiraria uma semana de recesso das atividades profissionais e ficaria em resguardo templário.

Reflito sobre o que seria importante neste momento tão sagrado para nós da Umbanda.

O que poderia dizer ou escrever que pudesse ser aproveitado por todos que estão com os pés no chão em um terreiro, para  a comunidade umbandista - tantos que estão vestindo o branco como médiuns?!


Pensando nos anos que já passei como zelador desde a fundação da Choupana e nas centenas de giras de caridade que já realizamos, concluo que o grande obstáculo que paralisa muitos médiuns é a jactância - àquele sentimento velado de superioridade que vai se instalando de tanto escutar as queixas dos consulentes, que anda de mãos dadas com o orgulho e a vaidade, estabelecendo uma altivez e um senso de superioridade irreal, um certo enfado e ar de tédio. Obviamente que tal situação já observei em espíritas, espiritualistas, pastores, padres, bispos, teosofistas, budistas, maçons, rosa-crucianos, apômetras,..., então atribuo este estado psíquico inerente ao ser humano.

Mas como se instala a jactância no médium umbandista? 



Neopentecostais x Umbanda - sectarismo religioso impede defunto de ser enterrado



Pergunta – Os pentecostais e neopentecostais exaltam a interferência e manifestação do Espírito Santo na vida e nos corpos dos prosélitos conduzidos pelos pastores e não falam do Evangelho de Jesus. Quais os motivos?
RAMATÍS –      Pentecostes é uma palavra de origem grega que literalmente significa “quinquagésimo” (dia). 
Antigamente, em suas origens, o Pentecostes era uma festa agrícola judaica de oferta a Deus, celebrada no 50º dia após a Páscoa. Os melhores feixes das colheitas eram levados em oferenda num clima de festividade inocente em que os que mais haviam colhido partilhavam com os necessitados. Posteriormente, em meados do século V a.C. a festa de Pentecostes passou a celebrar o dom da lei no Sinai, a festa da aliança entre Deus e o povo. 


sábado, 5 de novembro de 2011

Buscai e achareis


PERGUNTA: — O ensinamento evangélico de Jesus, "Buscai e Achareis", também possui algo em sua intimida­de, que se relacione com alguma Lei do Cosmo?
RAMATIS: — Conforme já vo-lo dissemos, todos os ensi­namentos de Jesus relacionam-se entre si e convergem para uma só expressão doutrinária. Em sua síntese geral, expri­mem a miniatura da própria Lei da Criação do Universo!
Assim, há uma convergência eletiva entre a conceitua­ção do "Buscai e achareis" e outros preceitos evangélicos semelhantes, como "Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajuda­rá"; "Pedi e recebereis"; "Procurai e achareis; "Batei e abrir-se-vos-á a porta" e outros. Em todos esses casos, Jesus adver­te, fundamentalmente, quanto à necessidade de ação e tra­balho incessante do homem, em suas experimentações e acontecimentos educativos da vida física.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Benzimentos, passes ou exorcismos

PERGUNTA: - Mas os médicos alegam que, em face do progresso admirável da "Dermatologia" moderna, eles podem curar todas as enfermidades da pele sem precisar das práticas ridículas ou tolas dos benzimentos, passes mediúnicos ou exorcismos. Que dizeis?
            RAMATÍS: - Não opomos dúvida quanto ao êxito do tratamento moderno e benfeitor das "dermatoses", quer por via injetável, uso de pomadas, pós secativos ou medicações alopáticas aplicadas no local da pele ofendida. Porém, assim mesmo, os tóxicos psíquicos emitidos pelo homem de temperamento irascível ou colérico, depois de aderidos ao perispírito, transbordam pela carne produzindo moléstias e infecções cutâneas indesejáveis. E quando esses vírus ficam impedidos de ser drenados por um determinado eczema ou cobreiro, então, eles convergem para outra região orgânica mais debilitada, onde possam subsistir e proliferar.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Espiritismo e o dia de finados


Pergunta: Estamos nos aproximando do dia 2 de novembro, que é considerado um dia dedicado aos mortos, aos finados. O respeito da legislação vigente chega inclusive a declarar a data como feriado nacional, no intuito de que as pessoas possam prestar suas homenagens ao parentes e conhecidos já desencarnados. Os espíritas são naturalmente questionados a respeito do assunto. Como a Doutrina Espírita encara este tema?


Resposta: Realmente o tema desperta algumas dúvidas. Mesmo alguns companheiros espíritas perguntam se devem ou não ir aos cemitérios no dia 2 de novembro, se isto é importante ou não. Antes de tudo, lembremos que o respeito instintivo do homem pelos desencarnados, os chamados mortos, é uma conseqüência natural da intuição que as pessoas têm da vida futura. Não faria nenhum sentido o respeito ou as homenagens aos mortos se no fundo o homem não acreditasse que aqueles seres queridos continuassem vivendo de alguma forma. É um fato curioso que mesmo aqueles que se dizem materialistas ou ateus nutrem este respeito pelos mortos.

Vem, Jesus Nazareno !

Há longos meses , meu querido Mestre , que venho seguindo a teu lado , pelas montanhas da Galiléia , pelas campinas da Samaria , cidades da Judéia , pelas ruas de Jerusalém .
No fim destas páginas , que vivi e sofri contigo e por ti , só me resta pedir-te perdão das inúmeras falhas e imperfeições de que elas vêm repletas , e rogar-te que , com a tua divina sabedoria , supras a minha humana ignorância .
Jesus Nazareno !... Estamos com saudades de ti ...
Já não podemos viver sem ti ...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

O guia e a personalidade do medianeiro

PERGUNTA: — Temos notado que em certos trabalhos mediúnicos, quando não está presente o médium principal e outro médium então deve receber o guia de tradição da casa, cria-se uma aura de constrangimento pela grande diferença com que este se apresenta em seu retrato psico­físico mediúnico. Como se explica isso?
RAMATÍS: — O fenômeno é explicável, pois no reino espiritual, onde vivemos, importam mais as idéias, os senti­mentos e as características de sabedoria e entendimento ínti­mo da alma, enquanto as configurações pessoais ou os tipos humanos permanecem em situação secundária. Na Terra expressa grande valor a personalidade humana com seus ascendentes biológicos e as tradições de família, porque os encarnados ainda vivem a sensação de uma única vida. Raros estão plenamente convictos de que detrás do organismo físi­co, com suas expressões peculiares, o espírito eterno e imutá­vel, embora mude de organismo carnal, sempre há de mani­festar as mesmas idéias e sentimentos que tiver cultivado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics