quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Ondas mentais


Ao pensar, a mente vibra e irradia vibrações ou ondas que se propagam pela matéria afim circundante com que ela sintoniza. Como o universo está permeado de “matéria” mental, a propagação se faz em todos os sentidos, tal como a luz de uma lâmpada, e atinge distâncias incomensuráveis (mesmo porque, no campo mental superior, não há espaço,  pois a mente é INESPACIAL, ao contrário do físico, do etérico e do astral, que ocupam espaço, e do intelectual que é limitado em fronteiras vibratórias).
Sendo a mente um “reflexo”, também capta qualquer onda mental que a atinja, se ambos vibrarem na mesma faixa sintonica. Para que isso ocorra, indispensável que o pensamento emitido tenha clareza e nitidez, ao mesmo tempo que força propulsora na fonte irradiadora.

A considerar, ainda, que se a onda mental emitida é de teor barôntico (emocional), desce suas vibrações ao plano astral, e logo se perde absorvida na multidão de vibrações similares que incontáveis se cruzam nos níveis baixos. Dai a geral ineficiência das ondas mentais, mesmo emitidas com as melhores intenções. Se, todavia, o pensamento é elevado,
sem mescla de emoções, alcança quase sempre seus objetivos. E grande parte do despertamento da humanidade pode ser feito por meio de irradiações mentais conscientes, de seres que se reúnam com esse objetivo.
Quem pensa baronticamente polui e envenena a atmosfera mental, podendo ser causa de quedas e atrasos evolutivos. Quem controla seus pensamentos pode da mesma forma afetar os outros, e ser o responsável, sem sabe-lo, pela salvação de muitas criaturas.
E a ajuda mental é muito mais vigorosa, eficaz e duradoura, que a própria ajuda física ou emocional. Os que constantemente pensam em níveis elevados são verdadeiros “renovadores de ar” da atmosfera mental, melhorando-lhe a pureza o expandindo a consciência do mundo.
Técnicas da mediunidade - Pastorino
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics