CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


quarta-feira, 6 de julho de 2011

Briga dos Orixás!?


Pergunta: Orixás brigam por nossa cabeça como alguns afirmam por ai? Existem trabalhos para firmarmos Orixas de frente ou de coroa como ouvimos falar?
Pai Benedito: Encontramos ai meu filho infelizmente uma mostra bem clara da total desinformação em que vivem alguns filhos dedicados ao que acham ser Umbanda ou outra vertente afro.
Infelizmente estagnados no tempo, encontramos filhos que vivem mais de lendas do que estudo racionalizado sobre a real função dos Orixás na criação.
Em um apanhado rápido sobre Orixás encontramos de forma simples as manifestações das qualidades divinas que correspondem as etapas de formações do planeta e de todos que nele vivem, incluindo seus campos de força como: Cachoeiras, matas, lagos, fontes etc.
Partindo deste ponto encontramos os reinos naturais e suas ligações com a irradiação divina denominada Orixá.
Deduzir que Orixá influência em nossa sexualidade tendo uma fase "dual" ou seja, no primeiro semestre determinado Orixá é masculino e no segundo semestre o mesmo Orixá toma uma face feminina, influenciando na formação sexual dos seres é algo ainda que presenciamos nos dias de hoje e que nos mostra o quão desinformados algumas pessoas se encontram.
Humanizam Orixá a ponto de colocarem os mesmos para brigarem por uma "cabeça" ou trocar favores por comida, não é de se estranhar tais atitudes referente a homossexualidade masculina ou feminina ou ainda a vinganças sem fundamento algum.
O que a Umbanda precisa é espiritualizar-se ou seja, não viver de lendas e contos antigos e ultrapassados, mas sim, comprometer-se com as causas de Cristo neste momento tão importante para a humanidade.
Orixá não nos cobra de nossas responsabilidades, nossa consciência sim!
Guias não fecham caminhos, dão surra em médiuns ou são vingativos, nós é que somos nossos próprios algozes.
Diante desta informação fale a máxima de Jesus " É PRECISO TER OLHOS PARA VER E OUVIDOS PARA OUVIR"
Como ouvimos no ponto "UMBANDA TEM FUNDAMENTO, MÁS REALMENTE PRECISA SE PREPARAR E MUITO" 

Com muito carinho e luz

PAI BENEDITO
Canalizado por Géro Maita
http://ceuesperanca.blogspot.com/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics