CLIQUE NA IMAGEM:

terça-feira, 26 de abril de 2011

Comentando o magnetismo no duplo etéreo

Sabemos que o fulcro gerador das patologias nos encarnados, inclusive do câncer, se situa naquela zona limítrofe entre o corpo astral e o duplo etéreo.  Porém, devemos ter como foco e àrea de atuação o duplo etéreo. Devido a sua avançada fisiologia, cremos já nos basta na presente encarnação.  A apometria, enquanto técnica de intervenção, através da criação de campos de forças nos òrgãos, aplicação da força mental, fornecimento energia zôo - ectoplasma, cromoterapia, contagens...é a ferramenta auxiliar que o Cristo nos enviou para ajudarmos nossos irmãos do lado de lá. Obviamente quando socorremos desencarnados sofredores que estão em faixa de sintonia com o encarnado em atendimento, aí atuamos em seus ferimentos astrais - perispírito - recompondo membros, cicatrizando pústulas... Tudo sob coordenação dos mentores. Observamos que no trabalho de magnetismo, individualizado, não deve ter desencarnado no campo vibratório do consulente, por isto fazemos antes o atendimento específico desobsessivo - também com a apometria.


* * *
O duplo-etérico do homem não só é o mais qualitativo e complexo, devido ao sistema fisiológico e avançado dos “chacras”, como ainda o principal veículo de coordenação e relação com todos os outros fenômenos das vidas menores. É um veículo aprimorado, cuja dinâmica é utilíssima ao atual estado de consciência do homem porque, embora no mundo da matéria, ele relaciona a criatura com seus veículos superiores...
Os espíritos costumam operar curas daqui, agindo exclusivamente no campo etérico; em seguida, o molde do órgão em que atuaram vai se modificando lentamente e, pela repercussão vibratória, modela-se também a sua contraparte física...
Como o agente energético responsável pela patogenia do câncer provém de uma energia astral corrosiva, ele se situa, basicamente no duplo-etérico, onde tem seu habitat favorável.
Ramatís / Mensagens do Astral – págs 333, 334 e 335 – Ed. Do Conhecimento.

* * *

Magnetismo no duplo etéreo - astral ou perispírito


Eteriatria é uma forma de tratamento magnético  que conjuga energia magnética de origem mental (talvez em forma de "força vital") com energia de alta freqüência vibratória proveniente da imensidão cósmica, convenientemente moduladas e projetadas pela mente do operador sobre o consulente. Faz parte das técnicas ligadas a apometria.
Para bem compreender em que consiste a eteriatria, esta técnica da apometria, basta considerar os estados da matéria. Em estado natural, por exemplo, a água é líquida: moléculas afastadas umas das outras e permitindo extrema mutabilidade de forma. Se congelada, solidifica-se: moléculas justapostas. Mas, evaporada por ação do calor, transforma-se em gás; as moléculas se afastaram tanto que a água perdeu a forma.
Assim a área visada do duplo etéreo, nas camadas subjacentes e interpenetradas com o corpo astral - perispírito - se tornará plástico e maleável por alguns minutos, as moléculas afastadas umas das outras na medida da intensidade da energia que lhes foi projetada. O processo inicia no nível vibratório que tangencia o períspirito justapostpo ao  corpo etérico e, se empregada suficiente energia radiante, se refletirá no corpo físico.
Eteriatria seria a técnica de tratamento do corpo etérico , sua constituição, propriedades, fisiologia e inter-relações com o corpo físico e, principalmente o perispírito - ou corpo astral -, pois da interpenetração dos dois que nascem os fulcros energéticos desequilibrados que pelo processo natural de ressonância vibratória repercutem no físico na forma de, muitas vezes, metástases e desarranjos atômico - moleculares - que causam as doenças, inclusive o câncer... Assim como a Medicina Clássica trata do corpo físico, a Eteriatria trata da dimensão energética (corpo etérico nas camadas que se ligam ao períspírito).
Mentaliza-se fortemente o corpo do enfermo, desejando fixamente a diminuição de sua coesão molecular, para receber tratamento energético adequado. "Coesão" é definida genericamente, como a propriedade que têm os corpos de manter estável a sua forma, desde que não sujeitos à ação de forças deformantes. Resulta das forças atrativas entre moléculas, átomos ou íons que constituem a matéria.
Faz-se contagem firme, em que os pulsos sejam pausados, porém carregados de energia. Repete-se a contagem duas, três vezes. O corpo físico não acusa a menor mudança de forma, nem de textura. Mas o corpo etérico se torna mole, menos denso, pronto a receber tratamento. Sensitivos videntes logo registram o fenômeno, assim como os médicos desencarnados que estão tratando o doente. (Os médicos imediatamente se valem da nova situação para intervir mais profunda e facilmente no corpo astral - períspirito -  e mesmo no etérico, tratando-os).
Simultaneamente que interferimos, assim, na coesão molecular do corpo físico e etérico e astral, projetamos energia para dissolução das compactas massas de energia de baixa freqüência vibratória - quase sempre de coloração escura - sobre o corpo etérico. Energias estas que estão, muitas vezes, na raiz da enfermidade. Em seguida, aplicamos nas áreas lesadas energias vitalizantes, fazendo-as circular através dos tecidos por meio de passes magnéticos localizados, de pequena extensão. Nos processos mórbidos a circulação da vitalidade ao longo do corpo fica comprometida, de modo mais ou menos semelhante ao do estado inflamatório dos tecidos - em que a linfa e a própria circulação sangüínea se estagnam, provocando dores, edemas e ingurgitamentos dos tecidos afetados. Uma vez dissociadas essas energias estagnantes (que aos videntes aparecem como nódoas escuras), os tecidos ficam mais permeáveis às energias vitalizadoras, que aceleram o processo da cura.
Indispensável, para todo o processo ser bem sucedido, o amparo e cobertura do mundo espiritual. Somente os mentores do lado de lá tem o alcance vibratório para avaliarem caso a caso o merecimento cármico de cada um. Da nossa parte, implementamos os procedimentos, doamos amor e fluídos animais - ectoplasma -, mas nos é impensável adotarmos tais técnicas sem a parceria com os guias espirituais, notadamente pelo nosso baixo nível moral evolutivo, eis que ainda a chama ardente do Cristo Interno nos é muito tênue.

Aromaterapia com florais no facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics