CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


sábado, 30 de agosto de 2014

Portão de ferro cadeado de madeira



Porque a porta que dá acesso à assistência é fechada?

Isto é feito para que se feche o circulo vibracional que envolve as dependências do Templo de forma a oferecer maior segurança e tranqüilidade para o desenvolvimento dos trabalhos.
As pessoas da assistência representam uma segunda corrente e passam a ser envolvidas por forças espirituais presentes no ambiente as quais transmitem benefícios as pessoas.
Se a porta estiver aberta – e se houver o entra e sai das pessoas -  essa força espiritual não poderá atuar adequadamente e as pessoas não receberão os benefícios que vieram buscar.
De nada adiante uma pessoa chegar ao Templo na hora de ser atendida por alguma Entidade e em seguida retirar-se, como se fosse a uma consulta médica por exemplo. Há necessidade de concentração, exercício da fé e envolvimento com a ritualística e, principalmente, humildade.
As pessoas precisam urgentemente mudar seus maus hábitos e más atitudes, fazendo a reforma íntima. Caso não o façam, os benefícios recebidos tem efeito pequeno e de curta duração.
Um Templo deve ser um local de oração e recolhimento. Não deve ser encarado como um local em que se vai simplesmente buscar um benefício com hora marcada.

Caboclo Pena Branca

Recebido por Ivan Crocetti
Associação Espiritualista Luzes de Aruanda - AELA


* * * 
Nada adianta ter portão de ferro e o cadeado ser de madeira.  Aludindo o ponto cantado de Sr. Exu Caveira, pois ele tem o poder de abrir os portões das calungas, como se os cadeados fossem de madeira. Assim seria se não fechássemos a porta, qualquer um  poderia  interferir na egrégora energética em formação.
A porta fechada simbolicamente é um potente cadeado de metal, facilitando o trabalho espiritual no sentido que favorece a concentração, a harmonia, que aliados à uma boa palestra conduzem-nos a um estado mental receptivo aos trabalhos dos guias espirituais. Somando-se este estado de união mental após a preleção à um ritual com fogo, temos potente condensador energético como apoio para desagregar formas pensamentos, desintegrar campos de forças magísticos de baixas vibrações e também se proceder ao desmancho de trabalhos de feitiçaria e bruxaria que ainda estão vibrando em seus correspondentes pólos magnéticos na matéria. Tudo isto antes da abertura da gira, dos passes e das consultas.



Salve São João Batista!!!
Salve a chama ardente do Cristo!!!
Salve o fogo!!!
Salve a fogueira de Xangô!!!
Kaô Kabecilê!!!
Agô e justiça meu Pai.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics