CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

O CURSO FOI PROVISORIAMENTE SUSPENSO PELO RECESSO CORONAVÍRUS. REMARCAREMOS FUTURAMENTE E TODOS OS INSCRITOS TEM SUA VAGA GARANTIDA.


CURSO UMBANDA PÉ NO CHÃO COM NORBERTO PEIXOTO.

- PRESENCIAL E GRATUITO.

O curso objetiva transmitir aos participantes uma consciência espiritual, dentro da tradição de oralidade da Umbanda de raiz; presencial, de boca a orelha. A palavra verbalizada é fundamento, conduz axé e um fluxo de consciência do espiritual para o material, do orientador para os “alunos”.

INÍCIO: dia 18 de março de 2020, encontros semanais, toda quarta-feira, com DURAÇÃO de 8 a 10 semanas.

HORÁRIO: das 20 h e 00 min às 21 h e 30 min (o portão de entrada abre às 19 h e 30 min).

LOCAL: Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade

Rua Barão de Tramandaí, nº 23 – Passo d’Areia

Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES: somente 30 vagas e as inscrições serão presenciais em dia de Gira, na secretaria do Grupo de Umbanda Triângulo da Fraternidade, às sextas-feiras à noite, a partir do dia 28/02/20. Não faremos inscrições por email ou WhatsApp. É pré-requisito comparecer, se fazer presente para se inscrever. As aulas não serão gravadas nem transmitidas ao vivo.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

As aulas serão dinâmicas – o primeiro tempo de sustentação oral pelo facilitador e o segundo interativo com perguntas e respostas. Não utilizaremos recursos audiovisuais e não concederemos certificado. Os conteúdos estão no livro UMBANDA PÉ NO CHÃO. Recomendamos a leitura do livro para melhor aprendizado de cada aula, conforme o programa a seguir:

Origem e história da Umbanda: advento do Caboclo das Sete Encruzilhadas

Estrutura astral do movimento umbandista

O que são Orixás, Guias e Falangeiros

Formas de apresentação dos espíritos

As linhas de trabalho

As firmezas e tronqueiras

O cruzeiro das almas

A Curimba, os cantos e os toques – a música sacra de terreiro

Os preceitos

As consagrações

A convergência universalista da Umbanda

As influências e diferenças dos cultos africanos, da pajelança indígena,

do catolicismo e do espiritismo

O axé através da mediunidade;

Estrutura energética do homem, Carma e regência dos Orixás

Finalidade dos amacis e banhos de ervas

A importância do ritual, o espaço sagrado nos terreiros e sua diversidade de culto

O transe nos terreiros

A incorporação consciente

As diferenças ritualísticas e a formação da consciência umbandista

A união nas desigualdades; Religião, filosofia, ciência e arte

A magia na Umbanda; as dimensões física, etérica, astral e a movimentação

mediúnica de energias entre elas;

O fundamento dos elementos e dos condensadores energéticos: ar, terra, fogo e água, álcool, ervas, a fumaça, o som; as guias; os pontos riscados; a pólvora; as oferendas; a água;

Os fundamentos do congá (atrator, condensador, dispersor, expansor,

transformador e alimentador)

A sessão de caridade;

O preparo

O desenvolvimento mediúnico

O que se aprende nas sessões de desenvolvimento?

Os passes e aconselhamentos espirituais

Por que os Orixás não incorporam?

A desobsessão na umbanda

O que sãos Orixás?

Os sítios vibracionais dos Orixás

Alguns tipos psicológicos associados aos Orixás; Oxalá, Yemanjá, Xangô, Ogum, Iansã, Oxum, Oxossi, Nanã Buruquê, Omulu.


domingo, 24 de outubro de 2010

Relato de um atendimento com apometria

Consulente: DMS, 50 anos, mulher, viúva, espírita.
Sintomas: Faz 10 anos que a consulente tem aumento súbito do batimento cardíaco, acompanhado de dor no peito e sensação de fraqueza. Estes sintomas eram esporádicos  até então. Assim como apareciam sumiam, de uma hora para outra. Ocorre que de um mês para cá se intensificaram, aumentando a freqüência do mal estar súbito. Quando chegou para o atendimento na Choupana, em dia de sessão de preto velho, tal mal estar havia se tornado diário, sempre de noite: disparo do batimento cardíaco, entorpecimento do lado esquerdo do corpo, dor no peito do lado do coração, sensação de peso e falta de ar. DMS se apresenta fraca, com olheiras, mas ainda consegue trabalhar. É assistente administrativa de um grande hospital público de Porto Alegre e fez todos os exames possíveis que a tecnologia moderna permite para auxiliar a medicina e nada de anormal foi diagnosticado. Os médicos não sabem o que fazer e a paciente se apresenta desanimada e fraca. Foi marcado atendimento com apometria em dia específico para este fim.
A Dinâmica do Atendimento: os atendimentos se dão na frente do congá, com os médiuns sentados em círculo. O consulente fica sentado no meio. São permitidas manifestações simultâneas e todas as formas espirituais são bem vindas. Regularmente utilizamos pontos cantados e todos os elementos peculiares à magia na umbanda. Encaminhamos espíritos doentes ao plano espiritual através de um breve diálogo fraterno. Nem todas as manifestações são mediúnicas e o animismo perde o estigma de mistificação, sendo comum as catarses referentes à traumas da vida passada do consulente.

Atendimento: durante a anamnese – entrevista com o consulente – verificou-se que a mesma tem um filho esquizofrênico de 30 anos, dependente dela e que reside junto. Aberta a freqüência da consulente e do seu filho doente, dado que ele não tem discernimento para entender a situação, pela aplicação de pausada contagem, estalar de dedos induzindo o desdobramento de ambos, se constatou vários espíritos sofredores no campo energético do filho. Todos foram tratados e encaminhados com a vibração dos exus e de Oxossi.
Após este socorro, descobrimos um espírito de mulher “grudado” no filho, sendo que sempre que ele dorme, de noite, se desloca violentamente para atacar a mãe, ao qual nutre ódio mortal. Esta entidade está desgrenhada, com sérias deformações em seu corpo astral.
Ataca DMS com uma tesoura na mão e tentar arrancar-lhe o coração, pois em sua perturbação se enxerga em situação de outra encarnação em que foi amante do filho e a atual mãe era a esposa. Tendo ficado grávida e sendo descoberta pela esposa de outrora, hoje a mãe atacada, que mandou capturarem-na e deixou-a morrer a míngua de fome e sede num calabouço, isto grávida avançada, com quase 9 meses. Com os pontos cantados de pomba gira das rosas, este espírito foi socorrido e se re-encontrou no astral com seu antigo filho – o bebê que ela perdeu nas entranhas – que veio socorrê-la. Ato contínuo, “refizemos” os chacras “danificados” da consulente com a vibração do oriente, oxum e Yemanjá.

Conclusão: não temos o direito de julgar ninguém. Mediunidade e apometria são ferramentas de auxílio incondicional ao próximo. Ao depararmo-nos com o presente quadro familiar, certamente uma encarnação de resgate por débitos do passado, nos defrontamos com um filho esquizofrênico, que vive mais o plano astral na mão dos inimigos desencarnados do que a vida da presente encarnação. Com o socorro feito, houve o alívio, se não duradouro ao menos temporário, dando um alento a todos os envolvidos: a atual mãe atacada diariamente, a mãe e amante do passado que se encontra novamente com seu filhinho, e o filho doente de agora – esquizofrênico –Ex marido traidor,  que tem um alívio na repercussão vibratória enfermiça da entidade doente que estava fixa em seu campo vibratório, utilizando-se de sua mediunidade descontrolada para usá-lo como trampolim de sua vingança contra a atual mãe e antiga desafeta. O tempo – e xangô – regem os caminhos ascensionais de todos nós e sabem o que é de cada um para aprendizado e evolução. Não nos foi dado saber a anterioridade do enredo entre estes três espíritos. Com certeza são consciências muito ligadas em obsessão recíproca. A cada um segundo suas obras diante das soberanas leis cósmicas que imputam a reencarnação a todos nós.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google analytics